Connect with us

Mundo

Ex-presidente do Peru Alan García suicída-se para não ser preso

Redação

Published

on

O ex-presidente peruano Alan García morreu nesta quarta-feira (17) em consequência de um ferimento a bala na cabeça depois que ele tentou se matar em sua casa, pouco antes de ser detido pela polícia em um caso vinculado ao escândalo Odebrecht.

Após o disparo, o político de 69 anos foi levado ao Hospital de Emergências Casimiro Ulloa, em Lima, onde foi atendido, informou o advogado do ex-chefe de Estado, Erasmo Reyna.

Na emergência, foi constado um ferimento na cabeça e por isso foi imediatamente submetido a uma operação, durante a qual sofreu três paradas cardíacas, segundo os médicos que o atenderam.

“Lamentamos informar o falecimento do ex-presidente Alan García às 10H05 horas locais (12H05 de Brasília) por hemorragia cerebral massiva por projétil de arma de fogo e parada cardiorrespiratória”, comunicou o ministério da Saúde.

O secretário particular do ex-presidente, Ricardo Pinedo, confirmou que García tinha entre quatro e cinco armas em casa que recebeu de presente do Comando Conjunto das Forças Armadas. “Eu mesmo cuidei das licenças”, acrescentou.

De acordo com a polícia, o ex-dirigente utilizou uma dessas armas no suicídio.

Após o anúncio, dezenas de simpatizantes foram à porta do hospital e lamentaram a morte do político, sob a vigilância dos policiais.

“O presidente García tomou uma decisão de dignidade e de honra. Um acto de honra diante de uma perseguição fascista”, destacou Mauricio Mulder, congressista da Apra, o partido mais antigo do Peru, ao qual pertencia o ex-presidente.

O governo decretou três dias de luto nacional, de 17 a 19 de abril.

O congressista Jorge del Castillo informou que a família de García pediu que as autoridades se mantenham à margem e rejeitou as honras de um funeral de Estado.

“A família tomou sua decisão e devemos respeitá-la”, assinalou Del Castillo.

García está sendo velado no histórico local do partido APRA conhecido como “Casa do Povo”, onde receberá o último adeus da população até sexta-feira.

 

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *