Connect with us

Politica

Ex-presidente do PDP-ANA constituído arguido por desvio de fundos do partido

Published

on

O antigo presidente do PDP-ANA, Simão Makazo, foi constituído arguido e deverá responder em tribunal por desvio de bens e patrimônio desta formação política que liderou durante os seis anos.

De acordo com uma fonte do Correio da Kianda dentro da actual direcção e confirmada por outra fonte da anterior direcção, Simão Makazo está ser acusado por desvio de mais de 100 milhões kwanzas e venda do antigo edifício da sede do partido e carros da organização, durante o seu mandato.

A fonte que temos vindo a citar, avança que após eleição do actual presidente Abreu Capitão, houve diversos encontros de negociação entre as partes para devolução dos meios e evitar processos judiciários, mas todas as tentativas caíram em “saco roto”.

Com o processo já no tribunal, actual direção do PDP-ANA, tentou a todo custo retirar a queixa crime, mas Simão Makazo preferiu que mantivessem a queixa e defender a sua honra e o seu bom nome no tribunal, alegadamente por  ser inocente.

De realçar que Simão Makazo, atinge a presidência do partido fundado pelo acadêmico Mfulupinga Nlandu Victor, em 1991, substituindo actual deputado e militante da UNITA Sindiangani Mbimbi, de 2016 a 2021, tendo deixado a liderança do partido, após ter sido  derrotado durante o II congresso ordinário que elegeu Abreu Capitão Bernardo como novo presidente.

De recordar que PDP-ANA é desde 2017 membro da CASA-CE, actualmente liderado por Manuel Fernandes.