Connect with us

Sociedade

Ex-administrador do Alto Zambeze constituído arguido por crime de peculato

Published

on

O ex-administrador municipal do Alto Zambeze, Alexandre Paulino Bumba, foi constituído arguido pela Procuradoria-Geral da República (PGR), no Moxico, nesta sexta-feira, 15, por existirem fortes indícios de envolvimento em crimes de peculato e violação de normas do orçamento.

Na nota da PGR, a qual o Correio da Kianda teve acesso, e conforme havíamos noticiado, no mesmo processo-crime constam, igualmente, o ex-secretário da mesma administração municipal, Augusto José Macondo Tchinhemba, e o ex-director do Gabinete de Estudo, Planeamento e Estatística, Sapalo Pedro Muachissengue, presos pelo Serviço de Investigação Criminal do Moxico (SIC).

Após interrogatórios dos arguidos, foi-lhes aplicada a medida de coacção pessoal de prisão preventiva, nos termos dos artigos 16º, 18º, 19º e 36º da Lei nº 25/15, de 18 de Setembro (Lei das Medidas Cautelares em Processo Penal).

Os arguidos foram também indiciados nos crimes de associação criminosa, recebimento indevido de vantagens e participação económica em negócios, nos termos da Lei nº 3/14, de 10 de Fevereiro, sobre a Criminalização das Infracções Subjacentes ao Branqueamento de Capitais.

O município do Alto Zambeze é onde foi lançado, no ano passado, o Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), pelo Presidente da República, João Lourenço, e dista 519 quilómetros da cidade do Luena, capital provincial do Moxico.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD