Connect with us

Economia

EUA: Sindika Dokolo homenageado no prédio da Nasdaq

Published

on

O empresário Sindika Dokolo, que morreu no final de Outubro, num acidente de mergulho no Dubai, foi homenageado, nesta quarta-feira, 25, no prédio da Nasdaq, em Nova York, Estados Unidos da América.

Nasdaq – acrônimo de National Association of Securities Dealers Automated Quotations, em português, Associação Nacional de Corretores de Títulos de Cotações Automáticas –  é um mercado de acções automatizado norte-americano onde estão listadas mais de 2800 acções de diferentes empresas, em sua maioria de pequena e média capitalização.

É o segundo maior mercado de acções em capitalização de mercado do mundo, depois da Bolsa de Nova York.

A informação foi avançada por Isabel dos Santos, na sua página no Facebook: “agradeço à equipa Nasdaq em Nova York por acreditarem na obra e trabalho do Sindika. Muito obrigada por terem feito este lindo tributo em memória do nosso Sindika”, lê-se na mensagem.

Sindika Dokolo

Nascido no antigo Zaire, a 16 de Maio de 1972 (actual República Democrática do Congo), Dokolo era filho do banqueiro Augustin Dokolo Sanu, e da sua segunda mulher, a dinamarquesa Hanne Taabbel. Frequentou o liceu Saint Louis de Gonzague, em Paris, e prosseguiu os estudos na Universidade Paris Vi Pierre et Marie Curie.

Tinha uma das mais importantes colecções de arte contemporânea africana, com mais de 3 mil peças. Inspirado pelo pai, amante de arte, começou a sua colecção quando tinha 15 anos e criou mais tarde a Fundação Sindika Dokolo, a fim de promover as artes e festivais de cultura em Angola e noutros países.