Connect with us

Mundo

EUA preocupados com interesse da China na Guiné Equatorial

Published

on

O governo dos EUA transmitiu às autoridades da Guiné Equatorial a sua preocupação sobre as “acções potenciais” e actividades da China no país africano, perante informações sobre a eventual construção de uma base militar por Pequim.

Durante uma conferência de imprensa, realizada hoje, o porta-voz do Pentágono, John Kirby, não quis confirmar o conteúdo de um artigo do The Wall Street Journal, que refere a existência de relatórios classificados dos serviços de informações norte-americanos que sugerem que a china está a procurar estabelecer uma base militar na Guiné Equatorial.

A concretizar-se, esta seria a primeira presença militar permanente chinesa no Oceano Atlântico, onde os seus barcos poderiam atracar e reabastecer.

“Existem preocupações de segurança nacional e temos visto a China procurar estabelecer posições, não dizemos que sejam militares, em outras partes do mundo, para procurar ganhar influência”, disse Kirby.

O porta-voz da Defesa dos EUA assegurou que a China tem um comportamento “coercitivo” com muitas nações africanas, às quais, na sua opinião, procura intimidar e influenciar com medidas económicas na procura dos seus próprios objectivos de segurança nacional.

O jornal, citado pelo Notícias ao Minuto, realçou que o vice-assessor principal de segurança nacional da Casa Branca, Jon Finer, deslocou-se em Outubro à Guiné Equatorial, para procurar persuadir o presidente Teodoro Obiang e o seu filho e vice-presidente, Teodoro ‘Teodorín’ Obiang, para que recusem as intenções da China.

Durante uma comparência no Senado, o chefe do Comando dos EUA para África (Africom), o general Stephen Townsend, alertou que a ameaça mais significativa da China aos interesses dos EUA nessa parte do mundo seria “uma instalação naval útil na costa atlântica africana”.

De forma mais detalhada, especificou: “Por militarmente útil quero dizer que seja algo mais do que um lugar onde possam reabastecer e obter comida, estou a falar de um porto onde possam rearmar-se com munições e reparar navios”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (31)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (27)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (91)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (23)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania