Connect with us

Politica

“Eu não faço parte da UNITA”, diz Abel Chivukuvuku

Published

on

“Eu não faço parte da UNITA, apenas estou na Assembleia Nacional por questão de solidariedade institucional e lealdade”, disse aos jornalistas, Abel Epalanga Chivukuvuku, após ser perguntado sobre o destino que seria dado aos 50% dos subsídios de Instalação e de Fim de Mandato dos deputados que o Grupo Parlamentar do maior partido na oposição anunciou que usaria para acções sociais.

O coordenador do projecto político PRA-JA Servir Angola afirmou que todos sabem que foi eleito “nas eleições em 2012 e 2017”,  entretanto, optou em não estar no Parlamento.

“Não fiquei na Casa das Leis, porque o meu desejo não é de estar lá, mas por meio da frente patriótica tenho de fazer parte”, disse, Chivukuvuku,

Composta pela UNITA, Bloco Democrático e PRA-JA Servir Angola, a Frente Patriótica Unida (FPU) foi criada como “uma estratégia pré-eleitoral ad-hoc”, que visava contornar possíveis entraves da justiça angolana, reunindo na mesma frente nomes fortes da política nacional, como Chivukuvuku, Filomeno Vieira Lopes  e Adalberto Costa Júnior.

O político teceu tais declarações à margem do quinto “Reencontro com a História”, evento organizado sexta-feira, 28, pelo Movimento dos Estudantes de Angola (MEA).

“Tenho regularmente encontros com o meu amigo João Lourenço”