Connect with us

Mundo

Estudo revela que coronavírus contagia a 4,5 metros de distância

Published

on

Vírus pode sobreviver no ar por 30 minutos e até três dias em vidro ou metal.

Um novo estudo realizado na China revelou que o novo coronavírus pode sobreviver no ar durante 30 minutos e contagiar alguém até 4,5 metros do portador, mais do dobro da distância segura de um a dois metros recomendada até agora pelas autoridades de saúde em todo o Mundo.

O estudo avança ainda que o tempo de vida do vírus no exterior depende de vários fatores, incluindo a temperatura ambiente. A 37 graus, o coronavírus pode sobreviver até três dias em materiais como vidro, metal, papel ou plástico, aumentando significativamente o risco de contágio.

Entretanto, o PR chinês, Xi Jinping, visitou pela primeira vez a cidade de Wuhan, epicentro da doença, onde anunciou que a epidemia está “praticamente contida na China”. O país registou esta terça-feira apenas 19 novos casos, nenhum deles fora da província de Hubei.

Sem-abrigo em alerta
A falta de uma estratégia de combate ao coronavírus para os sem-abrigo pode ser catastrófica. O alerta, citado no britânico ‘The Guardian’, é das instituições de apoio à comunidade frágil de ‘homeless’ da Califórnia, EUA.

Caos nas prisões
O controlo do coronavírus nas cadeias de Itália, diz a RAI, causou tumultos e mortes por overdose. O consumo de drogas já matou na cadeia de Rieti e nas de Modena e Lácio foram assaltadas as clínicas da prisão para roubar medicamentos.

Verdades e mitos
O ‘China Daily’ elaborou uma listagem de 10 mitos sobre o coronavírus e concluiu que, ao contrário do que prolifera nas redes sociais, os asiáticos não são mais vulneráveis ao Covid-19. “Serve para alimentar o preconceito”, escreve o jornal.

Cuidado com as canetas
Para evitar contágio, o ministro do interior de França pede que os eleitores tragam a sua própria caneta para votar nas eleições municipais deste domingo. A caneta pode ser de tinta azul ou preta, mas deve ser pessoal, conta a BFMTV.

Menos folia no Holi
Uma das festas mais populares da Índia, o Holi, vai decorrer de forma menos efusiva. O ‘Times of India’ conta que durante as festividades se pede que a quantidade de água e pó colorido atirados pelas pessoas seja reduzida.

Em roma sem ver o Papa
A imagem rara foi mostrada no ‘La Vanguardia’ de Barcelona: O Vaticano encerrou a praça e a Basílica de São Pedro e a zona está irreconhecível, sem um único visitante. Os museus do Vaticano já estavam fechados.

Prateleiras vazias
Depois da vaga de incêndios, os comerciantes australianos, conta o ‘The Age’, enfrentam nova crise. A diminuição nos fornecimentos e a corrida aos produtos estão a deixar lojas de prateleiras vazias e alguns estabelecimentos fecharam.

Homens da luta
O ministro da Saúde do Senegal desafiou os agentes culturais a associarem-se no combate ao coronavírus, escreve o ‘Le Quotidien’, de Dakar. Criar mensagens destinadas a sensibilizar a população é o objetivo de atores e pintores.

Fim ainda distante
A pergunta é feita pelo canadiano Toronto Star: “Como vai isto acabar?” O jornal compara o coronavírus com pandemias anteriores para concluir uma coisa mais ou menos óbvia – sem vacina é difícil antever um desfecho.

Na primeira pessoa
Em Buenos Aires, conta o Clarín, há 150 casos de coronavírus e o diário foi ver como vive uma mulher em quarentena preventiva. “Deixam-me compras à porta de casa, mas não me preocupa a doença mas a situação…”, conta.

PORMENORES
Mais 168 mortos em Itália
A Itália registou nas últimas 24 horas mais 168 mortes por coronavírus, o maior número registado num único dia desde o início da epidemia. O país conta agora um total de 631 mortos e 10 149 casos confirmados.

Parlamento suspenso
O Parlamento espanhol fechou as portas durante uma semana depois de um deputado do Vox ter dado positivo no teste ao coronavírus.

TAP não voa para Itália
A TAP suspendeu todos os voos de e para Itália a partir desta quarta-feira e até ao dia 24 de março.

Ministra infetada
A ministra da Saúde britânica, Nadine Dorries, está infetada com o coronavírus, noticiou esta terça-feira a Sky News.

 

 

C/ CM Jornal

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *