Connect with us

Sociedade

Estudo mostra impacto das medidas restritivas nos hábitos de consumo dos luandenses

Published

on

A Marktest Angola disponibiliza, a partir de hoje, o AMPS – Vaga 2 – um estudo de referência em Angola a nível de audiências, hábitos de consumo quer de serviços quer de produtos e ainda de comportamentos.

O estudo mostra como os hábitos de consumo mudaram e o cenário das audiências espelhou a nova realidade que o país entrou, desde Março de 2020, com o início das medidas de biossegurança para conter o avanço do novo coronavírus.

“Nesta 2º vaga de 2020, realizada em Setembro, onde o confinamento se suavizou, e onde a vida laboral e económica está a ter uma nova dinâmica, também os hábitos e o comportamento dos luandenses estão a voltar a outros paradigmas”, destaca o relatório enviado exclusivamente ao Correio da Kianda.

Veja abaixo os principais indicadores do estudo, que este ano, devido a pandemia, não será apresentado em conferência.

Televisão

O consumo de televisão voltou a valores idênticos aos de 2019 (66%), e o tempo médio, diário, de ver televisão é hoje de 2h55m – em Abril de 2019 era de 2h41m.

A nível de televisão, a Zimbo e a TPA1 são os canais com maior audiência. Já os canais com conteúdos ligados a novelas voltaram a ter valores de audiências bastante superiores, se comparados em Abril de 2020 (nomeadamente a Zap Novela e a Globo On).

A nível de programas preferidos o Fala Angola (Zimbo), o Telejornal (TPA1) e A Tarde é Nossa (Zimbo) foram os mais mencionados.

Cerca de 31% não manifestou nenhuma preferência. Quanto ao apresentador preferido Ernesto Bartolomeu, Salu Gonçalves e Stela de Carvalho foram os mais mencionados.

Medias

A nível de imprensa o Jornal de Angola, com uma audiência de leitura de véspera de 2,0% idêntico ao período homólogo.

O meio rádio registou uma audiência de véspera de 18% (ligeiramente inferior a Setembro de 2019 e Abril de 2020).

As estações mais ouvidas são a Rádio Luanda e Rádio 5. Sendo os locutores preferidos Jorge Gomes, Jojó e Paulo Miranda.

Banca

Esta investigação, no seu apartado sobre a banca, indica que cerca de 68% dos luandenses estão bancarizados, tendo o BFA, Atlântico e o BPC o maior número de clientes.

Analisando o grau de satisfação dos clientes, verificou-se que os mais satisfeitos são os clientes do BPC (95,5%), Atlântico (91%) e BFA (89,4%).

Cinemas

A nível de comportamentos e comparativamente ao período homólogo, a deslocação ao cinema nos últimos 12 meses decresceu cerca de 9% bem como a frequência de ida.

Internet

Quanto ao meio Internet verificou-se que o contacto com o meio, quer nos últimos 30 dias quer a sua penetração de véspera cresceram cerca de 3%, no entanto as plataformas de notícias são ainda bastantes reduzidas a nível de audiência (cerca de 3%).

Operador de televisão

O operador de TV paga com maior quota de mercado continua a ser a Zap, secundada pela DStv, registando-se um acréscimo significativo de assinantes de TV comunitária.

Bebidas

Em termos de consumo registou-se um decréscimo no consumo de refrigerantes (-3%), e ao contrário, o consumo de cerveja (fase ao período homólogo) cresceu 5%. As marcas do Grupo Castel são as que obtiveram maior quota de mercado.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas