Connect with us

Politica

Estabilidade política na África central é tema da 50ª reunião de peritos da ONU

Published

on

Os peritos do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas encarregue pelas questões de segurança na África Central (UNSAC) reúnem-se, a partir desta quarta-feira, em videoconferência, para abordar, entre outros assuntos, questões de segurança nesta região.

Durante o evento, Angola irá passar a presidência do Comité de Peritos da organização para a Guiné Equatorial, e em acto contínuo, na sexta-feira, dia 04, o mesmo sucederá com a presidência do Comité Ministerial, cujo testemunho será passado pelo ministro das Relações Exteriores da República de Angola, Téte António, ao seu homólogo da República da Guiné Equatorial.

Segundo uma nota de imprensa, distribuída no final desta terça-feira, a partir das 9h deste primeiro dia do evento, 02, prevê-se a discussão de dois temas ‘paz e segurança na África Central’ e ‘o papel das mulheres na promoção da paz e da segurança em período de covid-19’, seguido da Apresentação do Centro InterRegional de Coordenação (CIC).

Na quinta-feira, 3, o tema a ser analisado é ‘Direitos do homem e democracia na África Central’ seguido da Análise sobre a Situação Financeira do Comité. Os peritos vão ainda debater o tema “a luta contra a covid-19 e suas implicações para construção da paz e a segurança na África Central; Propostas para uma acção comum, com vista a mitigação dos efeitos sociais, económicos e de segurança ligados à covid- 19 e da prevenção da sua propagação nas regiões fronteiriças, bem como irão preparar a agenda para a Reunião Ministerial.

A nota refere ainda que para a 50ª Reunião Ministerial do Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas Encarregue pelas Questões de Segurança na África Central (UNSAC), agendada para Sexta-feira, dia 04 de Dezembro, os ministros dos Estados membros irão analisar o relatório do Comité de peritos, seguido de um debate sobre dois temas: “África Central e a covid-19: abordagem colectiva e estratégias de saída da crise”; “Paz e segurança para eleições inclusivas na África Central”, e seguir-se-á a apresentação da declaração final a ser adoptada.

A delegação angolana, que participa a partir do edifício do ministério das relações exteriores na Mutamba, é chefiada pelo ministro Téte António.

Duas entidades internacionais vão igualmente prestigiar o evento, estando já confirmadas as presenças do Presidente da Comissão da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), Embaixador Gilberto Veríssimo, bem como do Representante Especial do Secretário-Geral da ONU para a África Central.

Constituem o Comité Consultivo Permanente das Nações Unidas Encarregue pelas Questões de Segurança na África Central (UNSAC) Angola, Burundi, Gabão, Camarões, República do Congo, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe, Ruanda, República Centro Africana e Guiné Equatorial, este último que irá assumir a presidência do órgão.