Connect with us

Politica

Especialista pede fim de julgamento público do caso Isabel dos Santos

Published

on

A empresária angolana Isabel dos Santos voltou a acusar as autoridades angolanas de perseguição política e disse que tomou medidas para anular uma nota da Interpol, conhecida como “alerta vermelho”, pedindo a sua prisão.

A também filha do antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, reagia a novas revelações feitas pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação que, citando documentos de propriedades no Dubai, ligam Isabel dos Santos e a mãe a diversas propriedades em frente ao mar no Dubai, onde ela reside há vários anos numa propriedade de luxo.

Os documentos revelam que Isabel dos Santos e a mãe Tatiana Regan, primeira mulher de José Eduardo dos Santos, são proprietárias de um apartamento de dois quartos num edifício de nome Sadaf, com vista directa para a marina de um lado e do outro para o Golfo Pérsico. O apartamento localizado no andar 310 do edifício está avaliado em 570.000 dólares. Para além de um outro apartamento avaliado em 735 mil dólares, da mãe da antiga patroa da petrolífera angolana.

Entretanto, o politólogo Luís Paulo Ndala é de opinião que, independente dos factos em curso, Isabel dos Santos deve ser responsabilizada criminalmente caso haja factos, entretanto, pensa que o processo está cheio de ruído por causa da justiça feita em hasta pública.

O especialista defende consistente nos mandados de captura, e pensa que o estado angolano tem muitos mecanismos de apreender os bens, Ndala disse, por outro lado, que “Isabel dos Santos precisa ter o sentido de obediência ao Estado para a sua conduta não parecer uma afronta às autoridades, quanto ao julgamento público pode se transformar prejudicial ao governo caso se prove inocência da empresária”.

O académico caracteriza a atitude de Isabel dos Santos como “ignorância” por não ter atendido ao apelo feito pelo titular do poder Executivo e da justiça na fase do repatriamento voluntário.

A procuradoria angolana acusou Isabel dos Santos de diversos crimes de fraude, que custaram ao Estado 219 milhões de dólares, quando foi directora da companhia Sonangol, acusações que a empresária nega. Há alguns meses, um tribunal em Londres ordenou o congelamento de mais de 700 milhões de dólares de bens de Isabel dos Santos.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.

Continue Reading
8 Comments

8 Comments

  1. Almeida

    17/05/2024 at 1:11 pm

    O governo deve negociar com os marimbondos para investir os dinheiros roubado no país para empregar mais gentes e pagarem os impostos depois fazer o reembolso traduzindo como crédito para o país crescer. O país está parado desde a tomada de posse de João Lourenço.

    • Adelino Alexandre

      18/05/2024 at 1:37 pm

      Todos quanto tiveram cargos de destaques no estado roubaram ao país e só se fala de Isabel para fazer perceber que o atual governo não está a roubar é inocente enquanto que desde a tomada de posse do atual o país só regista retrocessos sucessivos estamos a vir do mal e caminhamos para o pior ….

  2. AnaNgolaInfos

    18/05/2024 at 8:31 am

    Problema que esta aqui, os que estão em casa ou em Angola 🇦🇴 já estão na cadeias? O antigo ou o ex. Presidente da de 🇦🇴 já foi convidado na Justiça? Onde ele anda? Todos que roubaram deve se convidar uma só vez. A situação da Isabel dos Santos é situação mais leve. Se ela até hoje não está aparecer, significa a enxiste erro na parte da Justiça de Angola. Ela vai vir primeiro se organizam bem na parte da Justiça.

  3. Manuel

    18/05/2024 at 2:53 pm

    Deixam ela em paz estão seguir só isabel dos santos porque se manuel vicente também trabalho na sonangol entre outros o poblema do nosso Governo eles todos são gatunos pais estas mal estás i compra avião de 75 mil milhoēs de dolares com pais estás mal primeiro combate a corrupução na tua propria casa depois que vai fora! E muito triste o nosso pais tornou mercado dos chinese que venham fazer tudo Ai zé du onde você estás volta só um pouco queremos você! Kikolo venderam nos chinese petroleo venderam nos americano; empresa omapatalo e dono de tudo aqui onde que vamos ir mas nós ! Triste agora que vamos emigrar todos nos ” o MPLA eu diabos dos angolanos só Deus pra nos proteger ” taxi 200kz Autocarro 150kz saco de arroz 24.500kz mas nos tempo do zédu 10.000kz compras tudo agora e pior doque no tempo do pai grande

  4. Paula

    18/05/2024 at 7:28 pm

    O problema não é quem roubou….. mas sim os que continuam a roubar
    Fantochada do João Lourenço

  5. Francisco Mbundi Epuco Liwema

    18/05/2024 at 9:28 pm

    Para se obter sucesso nestes processos e necessário negociação com os eventuais personagens da pesa dos marimbondo vugo (percegueção da família José Eduardo dos Santos)sem esto o estado angolano não terá nenhum sucesso

  6. Giadibota Gomes

    20/05/2024 at 4:02 am

    Será que se mana Belita, fosse minha irmã de sangue, também iriam lhe perseguir? Não estão somente a perseguir a senhora por ser filha do meu eterno PRESIDENTE JES? Manuel Vicente e mana Belita dos Santos, quem tem mais dinheiro? Não é Manuel Vicenteo mais cachudo de Angola? Então o buchecha e o boca tortda não o perseguem porquê? O dinheiro da mana Belita, é o único que vai desenvolver o país do Vicente não? Gostaria de ver este país com a mana Belita no comando tenho a plena certeza que não passaríamos fome esse país teria rumo e não como está agora mergulhado na incerteza, você dorme e acorda sem saber se conseguirs de um pedaço de pão seco com um copo do famoso caveneno.

  7. Adjaine Sousa pontes

    20/05/2024 at 6:59 am

    Forca ai a nossa Camarada

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *