Connect with us

Politica

“Visita de Blinken demonstra importância geopolítica de Angola em África”

Published

on

O especialista em Relações Internacionais e docente universitário, Osvaldo Mboco, considerou esta quinta-feira, 18, a visita do Secretário de Estado norte-americano, a quatro países africanos, incluindo Angola, como uma demonstração da importância geopolítica do nosso país no continente africano.

Falando para o Correio da Kianda, por ocasião da visita de Antony Blinken, a ser efectuada entre os dias 21 e 26 de Janeiro do corrente ano, aos países de Cabo Verde, Costa do Marfim, Nigéria e Angola, Osvaldo Mboco diz que o facto do governo americano ter  elencado Angola neste périplo por África, demonstra claramente a percepção que os Estados Unidos tem, do papel que Angola joga em matéria de gestão e resolução de conflitos ao nível do continente africano.

“É um indicador importante, que até certo ponto, traz a perspectiva que a imagem de Angola no sistema internacional sobre estas matérias, está, de facto, bem cotada”, disse, o especialista, acrescentando ser um período importante da diplomacia angolana.

Osvaldo Mboco enfatiza Angola como um país em ascensão na região africana e não só, que se tornou parceiro estimado e apto para o Governo norte-americano, destacando  o papel de Luanda na mediação do diferendo entre a República Democrática do Congo e o Ruanda, como um dos temas de Defesa e Segurança, que poderá preencher a conversa entre Blinken e o presidente João Lourenço, nesta visita do Secretário norte-americano a Angola.

Antevê ainda o especialista em relações internacionais, nesta vinda de Blinken a Angola, o tema do Corredor do Lobito, como um dos que não poderá estar de fora na cooperação entre Luanda e Washington.

De acordo com uma nota do Departamento de Estado norte-americano publicada hoje no seu site, ao longo da viagem, o Secretário irá destacar como os Estados Unidos aceleraram a parceria EUA-África, desde a Cimeira de Líderes africanos na Casa Branca, incluindo em áreas como clima, alimentação e segurança sanitária.

Enfatizará a parceria económica centrada no futuro,  e a forma como os Estados Unidos estão a investir em infra-estruturas em África para impulsionar o comércio bilateral, criar empregos a nível nacional e no continente,  e ajudar África a competir no mercado global.

Além disso, Antony Blinken vai aproveitar a passagem por estes países para promover parcerias de segurança baseadas em valores partilhados, como o respeito pelos direitos humanos, a promoção da democracia e a expansão do Estado de direito.

Está igualmente previsto o reafirmar do compromisso dos EUA com os países parceiros costeiros da África Ocidental através da Estratégia para Prevenir Conflitos e Promover a Estabilidade, a parceria dos EUA com a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) para enfrentar os desafios regionais, e os esforços dos EUA para apoiar a liderança africana na escalada das tensões e na adopção de soluções diplomáticas para o conflito no Leste da República Democrática do Congo.