Connect with us

Sociedade

Escola portuguesa suspende aulas presenciais após baixa adesão de alunos

Avatar

Published

on

Num comunicado enviado ao Correio da Kianda, a Escola Portuguesa de Luanda informa que decidiu regressar ao regime de aulas não presenciais, a partir do dia 19 de Outubro, devido a baixa frequência de alunos e também após uma aluna daquela instituição de ensino ter testado positivo para a covid-19.

“Durante esta primeira semana verificou-se que um elevado número de alunos não compareceu às aulas presenciais, incluindo a momentos formais de avaliação, revelando insegurança por parte expressiva dos pais quanto ao regresso dos seus educandos à escola, apesar de todas as medidas de segurança e prevenção adoptadas”, diz o comunicado.

“A estas circunstâncias, acresce a tomada de conhecimento de um caso positivo de covid-19 ocorrido com uma aluna da escola, reforçando os argumentos e receios já mencionados”. confirma o comunicado, datado de 17 de Outubro de 2020 e assinado pela direcção pedagógica da Escola Portuguesa em Luanda.

A escola justifica ainda a iniciativa, por outro lado, “devido o progressivo aumento diário de casos de covid-19 registados no país, bem como a debilidade de resposta em termos de assistência médica”.

Angola contabiliza 7. 462 casos positivos, com 241  óbitos, 3. 022 recuperados e 4.199 activos.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (77)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD