Connect with us

Economia

Escândalo na Direcção de Tecnologia do BPC provoca paralização das actividades do Banco

Published

on

A reestruturacção levada a cabo na Direcção de Tecnologia de Informação do BPC (DTI), com a remodelação dos seus orgãos de direcção e departamentais, gerou descontentamento e criou transtorno ao bom funcionamento do Banco.

Uma fonte que acompanha o assunto, disse ao Correio da Kianda, que o BPC, está neste momento sem sistema em todas agências, por falta de dominio de dominio dos novos orgãos comentendo as seguintes gafes:

1 – Nomeação por conveniencia pessoas sem experiencias de trabalho.

2- Nomeou para o Departamento de Exploração um colaborador que nem tem experiencia nenhuma da area que trata do core bancario uma das areas mais sensivel da DTI o colaborador Fabrizio Gonçalves como é possivel nomear alguem que nem sabe trabalhar com a ferramenta que ele vai administrar?

3- Nomeou o caloiro Pedro Manuel Africano da Silva para um Departamento que não existe, no BPC não existe departamento de segurança de informação o que existe apenas é um gabinete de segurança de informação. O mesmo caloiro que não conhece bem estrutura do banco foi ele quem estragou o funcionamento do sistema ARGUS da direcção de compliance que valida a elegibilidade do cliente no acto de abertura de conta por curiosidade e amadirismo, neste momento o bpc esta graves problemas no processo de abertura de contas por irresponsabilidade do Director Mario Nsingui Pedro que quer apenas a todo custo afastar os cerebros por não concordarem com as suas ideias descontestualizadas.

4- Nomeou para o Departamento de Infraestrutura um Jovem que so sabe de ferramentas microsoft e que não conhece bem a estrutura interna em termos de infraestrutura da area em que o mesmo vai lidera, como isso é possivel?

5- O Subdirector Manuel Pirez o mais intriguista da area que nem parece é pastor da igreja tocoista esta muito inconformado com a falta de conhecimento da area por parte do Director Mario Nsingui Pedro com o apadrinhamento do Administrador Luis Fernandes esta fazendo corredor junto das instancias superior para afastar o Director de forma a não afundar a DTI conforme o Mario Nsingui Pedro acabou de mete-la fora dos carris por falta de conhecimento.

6- Para finalizar o Director Mario Nsingui Pedro não valoriza os quadros nacionais entregando a Administração do sistema central do banco aos indianos e o processo de controlo do mesmo é feito a partir da india, como isso é possivel? Informações confidenciais e senciveis do BPC ser controlado por pessoas que nem fisicamente aqui se encontram por isso é que temos verificado muita fuga de informação e exposição dos dirigentes angolanos. Agora perguntamos quem supervisiona o trabalho dos indianos? O que eles fazem na maquina alguem sabe? O BPC esta mais vulneravel em termos tecnologico precisamos urgente de uma auditoria tecnologica DTI do BPC.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas