Connect with us

Economia

“Empresas que importam trigo deveriam envolver-se na produção”, defende economista

Published

on

O economista José Ambrósio entende que Angola tem condições para produzir os produtos que o país importa, e defende a selecção dos grandes importadores de trigo, para lhes conceder terrenos com vista produzir os cereais em Angola.

O especialista fala em dicotomia nas políticas do Executivo ao atribuir elevadas somas de dinheiro a algumas pessoas para importar trigo, ao invés de investir na produção.

“Angola tem condições naturais para produção de trigo. Sucede, porém, que há uma dicotomia entre aquilo que é a política do Governo e a prática. O Governo refere que é importante incentivar a produção do trigo, mas, ao mesmo tempo, concede somas avultadas para a importação desse produto que podia ser direccionada aos produtores. O Governo deveria seleccionar os grandes importadores de trigo, empresas que se beneficiaram, e a essas empresas devia dar terrenos para que elas mesmas possam produzir trigo em Angola”, indicou.

O académico disse, por outro lado, que o apelo das autoridades aos camponeses para intensificar a produção de trigo, quando estes não têm capacidade financeira não tem efectividade, por isso defende que as empresas que importam o trigo poderiam envolver-se na produção, ao contrário, considera de falácia.

“Os importadores, fruto dos benefícios que foram tendo ao longo dos anos, essas empresas têm capital acumulado suscetível de fazer investimento no sector agrícola. O Governo devia fazer uma regra para que essas empresas invistam parte dos valores em produção local. Angola é beneficiada pela natureza. Temos capacidade de produzir alimentos, vincou.

José Ambrósio é de opinião que se o Governo apostar seriamente na produção, poderá poupar muito dinheiro, e acabar com a fome. Para ele, até a classe média está a enfrentar dificuldades.

“Se tivermos um Governo que esteja apostado seriamente, com certeza que Angola teia poupado muito dinheiro para resolver a questão da fome que hoje está em quase todos os lados”, disse.

O Presidente da República chegou ao meio tarde desta quarta-feira, 10, a cidade do Cuito, província do Bié, no quadro de uma visita de trabalho de dois dias.

A visita de João Lourenço no coração do país terá como ponto mais alto o testemunho do arranque da colheita de trigo na presente temporada.

João Lourenço acompanha início da colheita de trigo no Bié

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.