Connect with us

Economia

Empresário chinês procura parceiro angolano para produzir aparelhos electrónicos

Manuel Camalata

Published

on

Um empresário chinês do ramo de electrónica pretende abrir uma linha de produção de meios electrónicos em Angola, como telemóveis inteligentes, computadores, tablets e televisores. A informação foi avançada no último sábado à imprensa, pelo empresário Lin Yongqing, que abriu recentemente uma loja na Cidade Electrónica, dentro da Cidade da China, em Viana.

Segundo o empresário, o mercado angolano apresenta ainda um défice de oferta de meios digitais, razão pela qual decidiram investir nesse sector, com oferta da marca Itel de meios digitais.

“O povo angolano gosta de consumir bons produtos e de boa qualidade e nós queremos abrir uma fábrica para que os nossos irmãos angolanos tenham o material que gostam e com assistência técnica pós-venda”, disse.

O director da empresa Anfortuna Comércio Geral, Lin Yongping, disse que com o levantamento gradual da economia angolana, surge a necessidade de os empresários se juntarem aos esforços do Governo, por isso os empresários da sua cidade natal, GuangDong, responsável por 40% das exportações chinesas de electrodomésticos, estão empenhados em instalar-se em Angola para aumentar a oferta de emprego para a juventude angolana.

Depois da Cidade da China, o Shopping Kikolo, no Cazenga, ainda em construção, poderá ter cerca de 300 lojas para aumentar a oferta de emprego.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (86)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (17)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD