Connect with us

Economia

Empresa de Manuel Vicente entra na distribuição com “olhos postos” na privatização da Sonangol

Published

on

A Somoil, uma empresa criada em 2000 pelo ex-vice-presidente da Republica, Manuel Vicente, dá um salto inesperado ao diversificar a sua actividade económica, com a criação da SOMOIL – Distribuição (SU), S.A., com um capital social de 25 milhões de kwanzas, segundo o Diário da República IIIª Série n.º 52 de 19 de Março de 2020, a que o Correio da Kianda teve acesso.

Fontes do Correio da Kianda, afirmam que a criação da Somoil distribuidora, tem a ver com uma estratégia dos seus acionistas, que estão com “olhos postos”, na privatização da Sonangol, nomeadamente com a venda  dos 51 por cento detida pela petrolífera estatal angolana na Sonagalp.

As atividades da Somoil, uma empresa que já foi liderada pelo actual PCA da Sonangol, Sebastião Pai Querido Gaspar Martins, até agora se limitaram a Exploração e Produção de petróleo, no bloco 2/05 da bacia do Congo.

Recorde-se que, a Sonangol, tem previsto a partir deste mês de Abril, a privatização de 11 dos seus 54 activos, detidos na totalidade ou parcialmente.

A Somoil S.A, é uma petrolífera privada fundada por veteranos do sector dos petróleos em Angola, e antigos colaboradores do então Presidente José Eduardo dos Santos tais como Manuel Domingos Vicente, Desidério da Graça Veríssimo e Costa, José Carlos de Castro Paiva, Syanga Samuel Abílio, Joaquim David, Aníbal Octávio Teixeira da Silva, Albina Assis Africano, Ana Paula dos Santos e José Filomeno dos Santos.