Connect with us

Mundo

Emmanuel Macron e Olaf Sholz pedem negociação directa entre Putin e Zelensky

Published

on

Numa altura em que a Rússia ganha terreno na região do Donbass, os líderes da França e da Alemanha pediram numa chamada telefónica com Moscovo que Vladimir Putin fale directamente com Volodymyr Zelensky para tentar encontrar um cessar-fogo, noticiou a RFI.

Emmanuel Macron e Olaf Scholz pediram hoje a Vladimir Putin que aceita abrir uma negociação directa o mais rapidamente possível com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, tendo em vista a construção de um cessar-fogo que coloque um ponto final na invasão da Ucrânia por parte da Rússia.

Na chamada telefónica, os dois líderes pediram ainda a libertação dos 2.500 soldados ucranianos capturados na siderurgia de Azovstal e o levantamento do bloqueio a Odessa, de forma a não causar uma crise alimentar mundial devido à exportação de cereais que se faz a partir desta região. Putin terá respondido positivamente a este pedido, dizendo que vai permitir a passagem de navios não militares.

Esta chamada entre Paris, Berlim e Moscovo acontece numa altura em que as forças russas já tomaram a cidade de  Lyman, um dos pontos estratégicos do Donbass no leste da Ucrânia. Este é um marco importante na invasão, já que a partir desta pequena cidade de 20 mil pessoas, os russos podem progredir para outras regiões do Leste ucraniano como Sloviansk e Kramatorsk, a capital da parte de Donetsk ainda controlado pelos ucranianos.

O Presidente Zelensky reconheceu que a situação “é muito difícil” em Donbass, mas promete fazer tudo para proteger o seu território, segundo uma mensagem gravada em vídeo. As autoridades ucranianas fazem hoje um novo apelo à doação de armanento, pedindo equipamento mais pesado para combater Moscovo.

Já os russos continuam a fazer prova da força do seu arsenal bélico ao anunciarem mais um lançamento bem sucedido do míssil supersónico Zircon que pode atingir alvos até 1.000 quilómetros de distância.