Connect with us

Sociedade

Eleito novo chefe da Igreja Católica em África

Published

on

O Cardeal Richard Kuuia Baawobr, do Gana, foi eleito neste domingo 31 de Julho, Presidente do Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SECAM), tornando-se assim no mais alto representante da Igreja Católica Romana em África, em substituição do Cardeal Philippe Ouédraogo, do Burkina Faso.

A associação dos Bispos Católicos de África, Madagáscar e das Ilhas, elegeu o Cardeal Richard Kuuia Baawobr, do Gana como seu Presidente, tornando-se assim como o mais alto membro da hierarquia da Igreja Católica Romana em África.

A eleição teve lugar em Acra, Gana, durante a 19ª Assembleia Plenária do SECAM, na qual participaram 130 cardeais e bispos de todo o continente, representando os mais de 600 bispos católicos em África E que decorre de 25 de Julho a 01 de Agosto, no Ghana.

O Cardeal Fridolin Besungu Ambongo da Arquidiocese de Kinshasa, na República Democrática do Congo, foi eleito Primeiro Vice-Presidente, enquanto o Rev. Lucio Andrice Muandula da Diocese de Xai Xai, em Moçambique, foi eleito Segundo Vice-Presidente.

O novo Presidente do SECAM, Richard Kuuia Baawobr, foi criado Cardeal a 29 de Maio de 2022 pelo Papa Francisco e será oficializado Cardeal a 27 de Agosto de 2022.

Esta é a primeira vez desde a criação do SECAM, há 53 anos atrás, que um ganês foi eleito Presidente do SECAM.

O SECAM, criado em 1969 em Kampala, Uganda, durante a visita do Santo Padre Paulo VI, nasceu do desejo dos bispos católicos africanos presentes no Concílio Vaticano II de falar a uma só voz sobre assuntos relacionados com a Igreja em África.

O Simpósio, com sede em Acra, é composto por oito associações regionais, nomeadamente a Associação das Conferências Episcopais da África Central (ACEAC), a Associação das Conferências Episcopais da Região da África Central (ACERAC), a Assembleia da Hierarquia Católica do Egipto (AHCE), a Associação das Conferências Episcopais Membros da África Oriental (AMECEA), as Conferências Episcopais do Oceano Índico (CEDOI), a Conferência Episcopal Regional do Norte de África (CERNA), a Reunião Inter-regional de Bispos da África Austral (IMBISA), a  Reunião das Conferências Episcopais da África Ocidental (RECOWA/CERAO).

Sobre o Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SECAM)

O Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar (SECAM) nasceu do desejo dos bispos africanos por ocasião do Concílio Vaticano II (1962-1965) de estabelecer um fórum para falar a uma só voz sobre assuntos relacionados com a Igreja em África e Madagáscar. O SCEAM é a estrutura episcopal e continental da Igreja Família de Deus em África, que tem 505 dioceses agrupadas em 38 conferências episcopais nacionais ou inter-territoriais e conta com cerca de 250 milhões de fiéis católicos.

O SECAM foi lançado a 31 de Julho de 1969, durante a visita de Sua Santidade o Papa Paulo VI a Kampala, Uganda. A sede/secretariado do SECAM é em Acra, Gana, e é estabelecido um escritório especial em Nairobi, Quénia para a tradução da Bíblia em línguas africanas e a sua distribuição em África e Madagáscar.

Além disso, a SECAM é um observador da União Africana e é representada pelo Cardeal Arcebispo de Adis Abeba, Etiópia. Por ocasião do 50º aniversário do SCEAM (Julho de 1969 – Julho de 2019), uma exortação pastoral chamada “The Kampala Document” e intitulada: “Church Family of God in Africa, Celebrate your Jubilee”. (trad.: Bem-vindo Cristo, vosso Salvador” foi promulgado pelos pastores de África ao Povo de Deus e a homens e mulheres de boa vontade).

Após a celebração deste Jubileu de Ouro do SCEAM, abre-se um novo capítulo para a Igreja Família de Deus em África. Uma “nova África”, mais centrada em Deus, cujos membros se tornam Sal da Terra e Luz do mundo (Mt 5, 13-14; KD N° 22, 133) para acompanhar as esperanças e preocupações dos povos e para os orientar para Jesus Cristo, o Verdadeiro Libertador da humanidade.

Em 1973, os bispos do SECAM criaram uma Comissão Episcopal para as Comunicações composta por bispos que supervisionam as comunicações nas oito regiões, tal como solicitado pelos delegados das regiões. Esta comissão foi apoiada pela Comissão Pontifícia para as Comunicações e assim nasceu a Comissão Episcopal Pan-Africana de Comunicação, conhecida pela sua sigla em francês, CEPACS: Commite Episcopale Pan-Africaine de la Communication Sociale. A Comissão representa o SECAM em matéria de comunicação e é ela própria representada perante o SECAM pelo seu Bispo Presidente, que é actualmente o Bispo Emmanuel Adetoyese Badejo da Diocese Católica de Oyo, Nigéria.