Connect with us

Diversos

Eleições2022: João Lourenço propõe construção de barragem de Baynes

Published

on

O candidato do MPLA a Presidente da República, João Lourenço, disse hoje, domingo, estar prevista a construção da central de aproveitamento hidroeléctrico de Baynes, no Namibe, em parceria com a vizinha República da Namíbia.

Salientou que a construção da barragem de Baynes, no Cunene, para servir esta província e a do Namibe, deverá ser facilitada com a construção de raiz da estrada Moçamedes/Baynes.

O cabeça-de-lista do MPLA discursava num comício em Moçâmedes, Namibe, no âmbito da campanha para as eleições gerais do dia 24 deste mês.

O candidato à reeleição informou estar prevista a instalação de uma linha de transporte de energia entre Lubango e Moçâmedes, para levar potência eléctrica produzida no norte do país.

Prevê construir um centro de distribuição de energia e sistemas de drenagem nos municípios do Moçâmedes e do Tômbwa.

Informou que as obras de construção do reservatório de 10 mil metros cúbicos, em curso em Moçamedes, serão concluídas em Setembro.

A construção do reservatório visa, entre outros, reforçar o abastecimento de água aos municípios da Bibala e do Virei.

A par do investimento em infra-estruturas, João Lourenço sublinhou a aposta na formação de quadros no sector da saúde, onde já foram admitidos mil 170 profissionais.

No acto, o Presidente do MPLA prometeu a construção de uma unidade de tratamento de hemodiálise, anexa ao hospital Ngola Kimbanda, recentemente reabilitado, e de hospitais municipais no Tômbwa e na Bibala.

Em reabilitação estão o troço rio Equimina/desvio da Lucira/Bentiaba/ estrada nacional 100, ao mesmo tempo que decorrem obras de via Moçâmedes/Lubango.

Prevê retomar as obras paralisadas nas estradas Moçâmedes/Baía das Pipas, Bibala/Lola e do entroncamento entre a estrada 100 com o município do Virei, para levar o desenvolvimento económico e social a estas localidades.

Para as eleições gerais de 24 de Agosto estão registados na província do Namibe 264 mil 711 eleitores, que vão votar em 538 mesas distribuídas por 314 assembleias de votos.

14 milhões 399 mil eleitores, 22 mil 560 dos quais no estrangeiro, vão eleger o Presidente da República, o Vice-Presidente e os 220 deputados à Assembleia Nacional..

Concorrem ao pleito os partidos MPLA, UNITA, PRS, FNLA, APN, PHA e P-NJANGO (os dois últimos estreantes), e a coligação CASA-CE.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas