Connect with us

Destaque

Eleições/2017: CASA-CE promete impugnar resultados eleitorais

Published

on

Miau

Numa conferência de imprensa, o vice-presidente da CASA-CE, André Mendes de Carvalho, indicou que “os resultados provisórios não obedecem à tramitação legal”, nomeadamente sobre a publicação pela Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Segundo André Mendes de Carvalho, “os resultados não estão baseados em informações fiáveis provenientes das províncias, desconhecendo-se a origem dos dados anunciados, e não foram sustentados por escrutínio sob supervisão técnica dos comissários eleitorais encarregues para o efeito, ferindo, assim, a legalidade orgânica”.

“Não foi assistido o respectivo escrutínio, a nenhum nível, pelos mandatários das formações políticas concorrentes, nos ternos do artigo 118 da Lei Eleitoral, violando a transparência do processo”, disse.

Disse ter tomado “boa nota” da decisão do plenário de emergência da CNE, ao determinar o encerramento do mediático “escrutínio provisório” e o processo conducente à determinação dos resultados definitivos.

Os resultados provisórios actualizados, disponibilizados pela CNE, colocam o MPLA em primeiro lugar, com 61,05 por cento dos votos, seguido pela UNITA, com 26,71 por cento, CASA-CE (9,46 por cento), PRS (1,33 por cento), FNLA (0,90 por cento) e APN (0,49 por cento).

O MPLA vê, assim, eleitos os seus candidatos a Presidente e Vice-Presidente da República, João Lourenço e Bornito de Sousa, respectivamente, bem como 150 dos 220 deputados à Assembleia Nacional, contra 51 deputados da UNITA, CASA-CE (16 lugares), PRS (dois deputados) e a FNLA (um assento).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *