Connect with us

Economia

Economia angolana poderá crescer acima dos 3% em 2024

Published

on

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê um crescimento da economia angolana acima dos 3% em 2024, segundo o representante residente do FMI em Angola, Victor Lledo.

Falando à imprensa esta quarta-feira, em Luanda, depois da sessão de apresentação e exposição pública do Relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre as Perspectivas Económicas Regionais da África Subsariana: “Uma Luz no Horizonte?”, sublinhou que o organismo espera uma recuperação acima dos níveis de 2023.

Para Victor Lledo “2023 foi também um ano difícil devido às pressões cambiais e inflacionárias, sendo que a expectativa é diminuir em 2024, com a retomada da consolidação fiscal”.

Entretanto, o responsável considera que será muito importante criar o espaço fiscal necessário ao impulso do investimento nas áreas sociais.

“Existem recomendações importantes, tais como seguir com a redução de subsídios fiscais aos combustíveis, que actualmente representam cerca de 3.5% a 4% do PIB e que tomam um espaço muito forte, cujos valores poderiam ser utilizados na educação, saúde e assistência social”, disse.

 Para se criar esse espaço fiscal, Victor Lledo indica que é necessário dar seguimento dos esforços destinados a aumentar a mobilização de receitas tributárias não petrolíferas.

 “Isso passa muito fortemente pelo aumento na arrecadação do IVA e do imposto predial”, apontou.

Colunistas