Connect with us

Sociedade

Doentes de lepra no Uíge sem tratamento por falta de medicamentos

Published

on

Um total de 31 doentes de lepra na província do Uíge estão sem tratamento eficaz, desde o mês de Junho do ano de 2022, devido a falta de medicamentos nas unidades sanitárias da região.

De acordo com o supervisor provincial do Programa de Combate à Tuberculose e à Lepra, Noé Paulo Mendes, no stock tem apenas 24 lâminas de comprimidos, tendo apontado os municípios do Uíge, Songo, Quimbele Mucaba e Quitexe os mais endémicos.

Segundo disse, em função disso, o estado clínico dos doentes pode agravar, caso não seja resolvido esse problema o mais rápido possível.

Sendo que, dos 31 casos da doença na província, seis foram registados no primeiro semestre deste ano, nos municípios do Uíge, Puri, Mucaba e Milunga.

Noé Mendes Informou ainda que a negligência médica e a ida tardia as unidades sanitárias esta base do aumento de casos de lepra na região.