Connect with us

Sociedade

Docentes universitários pedem que “processo eleitoral seja transparente”

Published

on

Os prelectores da palestra “Pacote Legislativo Eleitoral Vs Eleições e Desafios 2022” chamaram atenção para a necessidade de “haver um processo eleitoral transparente para se evitar os erros do passado”.

Para tal, instaram, “há a necessidade de haver consenso a partir das próprias leis que estão em curso em discussão na Assembleia Nacional”.

Realizada no auditório das irmãs Paulinas, em Luanda, pelo Fórum dos Docentes Universitários, a palestra teve como prelectores, Alexandre Sebastião André, o reverendo Ntoni-à-Nzinga, padre Celestino Epalanga, e o político Faustino Mumbika (UNITA), ficando assinalada a ausência do representante do MPLA.

O evento decorreu numa altura em que o Parlamento angolano discute de forma acirrada, na especialidade, as propostas de alteração da Lei do Registo Eleitoral Oficioso e de Alteração a Lei Orgânica das Eleições Gerais, dois importantes instrumentos que vão orientar todo processo eleitoral angolano, nas próximas eleições gerais apontadas para 2022.

Participaram da actividade professores e estudantes universitários.