" />
Conecte-se agora

Partidos Politicos

Divergências na Casa-Ce obriga Linto Tito a abandonar a coligação

Redação

Publicados

on

- Lindo Bernardo Tito - Divergências na Casa-Ce  obriga Linto Tito a abandonar a coligação

O deputado Lindo Bernardo Tito anunciou ontem o afastamento das tarefas ligadas à CASA-CE, coligação pela qual foi eleito como deputado à Assembleia Nacional, nas últimas eleições gerais, realizadas em Agosto de 2017.

Em entrevista à TV Zimbo, o parlamentar, que era um dos vice-presidentes da CASA-CE, antes de despoletar a crise interna, esclareceu que está desligado das actividades da coligação, limitando-se a fazer o seu trabalho enquanto deputado, além de continuar a exercer a advocacia.

Lindo Bernardo Tito, antigo dirigente do PRS, é um dos membros fundadores da CASA-CE, em 2012, sem estar filiado a qualquer dos partidos coligados, tal como Abel Chivukuvuku e André Mendes de Carvalho. Tito também não faz parte do novo colégio presidencial da CASA-CE, anunciado no mês passado, no quadro da refundação da coligação.

Como resultado do referido processo de refundação da CASA-CE, deixaram de existir as figuras de vice-presidentes, que passam a ser coordenadores nacionais. O presidente do PADDA-AP, Alexandre Sebastião André, é o coordenador da Acção para os Assuntos Institucionais e Jurídicos; Manuel Fernandes, líder do PALMA, coordenador para os Assuntos Políticos e de Revitalização.

O presidente do PPA, Felé António, responsabiliza-se pelas questões patrimoniais da coligação, ao passo que o seu colega do PDP-ANA, Simão Makazu, chefia a pasta dos Assuntos Económicos e Financeiros.

O líder do PNSA, Sikonda Lulendo Alexandre, é o responsável pelas questões da Sociedade Civil e Religiosas, Justino Pinto de Andrade, do Bloco Democrático, coordena as questões Eleitorais Gerais e Autárquicas. O deputado André Mendes de Carvalho trata das questões parlamentares, enquanto Cesinanda Xavier é a nova porta-voz da coligação.

A crise na CASA-CE surgiu quando o Tribunal Constitucional decidiu que o presidente da coligação é um mero coordenador, que deve obedecer às decisões dos partidos coligados. A decisão surgiu em resposta a um pedido de esclarecimento de seis das cinco formações políticas.

 

C/ JA

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (9)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (191)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (10)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (46)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD