Connect with us

Destaque

Director Adjunto da Investigação Criminal em Luanda abandona o cargo

Published

on

O director provincial adjunto do Serviço Provincial de Investigação Criminal (SPIC), para a área económica, Armando Pinto Miranda,  decidiu abandonar o cargo por usurpação de suas competências pelo director provincial da mesma área.

Com o fim da Direcção Nacional de Investigação Criminal (DNIC), e da Direcção Nacional da Policia Económica as autoridades decidiram unir dando origem ao (SIC), Serviços de Investigação Criminal, tendo aglutinado todos os oficiais da policia económica neste órgão.

Segundo fontes do SPIC, tudo acontece a partir do momento em que o Director Provincial de Investigação Criminal de Luanda, António Pedro Amaro Neto, se apercebe dos negócios existentes na área económica conduzida pelo seu adjunto, Armando Pinto Miranda.

Amaro convoca todos os chefes de secções a nível dos municípios que atendem com a área económica para responderem agora directamente no seu gabinete, deixando assim seu adjunto sem qualquer acção prática na sua área de jurisdição.

Recentemente, director provincial adjunto do Serviço Provincial de Investigação Criminal (SPIC), para a área económica, Armando Pinto Miranda, solicitou a intervenção do director-geral do Serviço de Investigação Criminal, comissário-chefe Eugénio Pedro Alexandre, para resolver a contenda, tendo Alexandre telefonado para o comandante provincial da corporação em Luanda, comissário-chefe António Maria Sita, que de emergência apelou aos dois um comportamento exemplar.

Saído da reunião dirigido pelo Sita, Amaro Neto, em reunião  operativa informou aos seus subordinados que: “quem se sente incomodado que se retire”, pelo que levou Armando Pinto Miranda, há não mais comparecer nas instalações do SPIC esperando assim uma provável solução a nível superior.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas