Connect with us

Economia

Diamantino de Azevedo destaca empenho dos países membros da OPEP na recuperação do mercado petrolífero

Manuel Camalata

Published

on

O ministro angolano dos Recursos Minerais e Petróleo, Diamantino de Azevedo, procedeu ao discurso de abertura da 15ª Reunião Ministerial da OPEP e não-OPEP, em vídeo conferência, durante a qual destacou o empenho dos membros daquela organização, para a recuperação da crise que a indústria tem vindo a enfrentar, desde o surgimento da covid-19.

Diamantino de Azevedo, que discursou na qualidade de Presidente do órgão, começou a sua intervenção afirmando que “as perspectivas para a indústria do petróleo são muito mais positivas, em grande parte, graças aos nossos esforços resolutos para estabilizar o mercado global de petróleo, restaurar seu potencial e fornecer uma plataforma para recuperação”.

Ressaltou que o progresso que se assiste nas vacinações da COVID-19, um pouco pelo mundo, estão a injectar esperança para o futuro e a gerar energia à economia global, tendo defendido a inclusão dos países em desenvolvimento e dos países emergentes no processo de renovação e da recuperação.

“Falando de uma perspectiva africana, os nossos países produtores de petróleo precisam de estabilidade de mercado sustentada para permitir que a indústria cresça e para apoiar a resiliência das economias africanas”, disse, acrescentando que os esforços conjuntos que têm sido feito, cujos benefícios os produtores, consumidores e a economia global compartilham para restaurar a estabilidade, o optimismo e as oportunidades a nível mundial.

Considerou ainda de fundamental o apoio do Ministro de Estado dos Recursos Petrolíferos da Nigéria, Timipre Sylva, à melhoria da conformidade, como Enviado Especial para o Congo, Guiné Equatorial, Gabão e Sudão do Sul.

“Gostaria de agradecer a todos os países participantes pelos seus esforços individuais e colectivos em matéria de conformidade, que chegaram a 113% em Fevereiro. Esta é uma conquista nobre e atesta nossa unidade e determinação. Cada país participante deve continuar a fazer a sua parte para que, juntos, alcancemos todo o nosso potencial”, reafirmou.

O presidente em exercício da OPEP agradeceu, por outro lado, ao Reino da Arábia Saudita que procedeu ao ajuste voluntário adicional de 1 milhão de barris por dia nos meses de Fevereiro, Março e Abril, com vista a melhoria dos preços no mercado internacional.

“Esta generosa contribuição dá àqueles que ainda não alcançaram a conformidade total a oportunidade de alcançar seus objectivos”.

Referiu-se igualmente na volatilidade observada no mercado durante todo o mês de março, em particular na semana passada, que segundo fez saber, provou, uma vez mais, o valor da abordagem prudente com optimismo cauteloso.

“Hoje, é nossa tarefa demonstrar novamente a liderança voltada para o futuro que ajudou a restaurar a confiança do mercado, apoiar a estabilidade sustentável e fornecer uma plataforma para recuperação”, finalizou.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (86)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (17)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD