Connect with us

Politica

Dia da paz: tribunal julga mais seis jovens em Malanje

Published

on

O Tribunal Provincial de Malanje julgou na segunda-feira, em primeira instância, dois jovens estudantes, dos seis acusados de arremessarem pedras a caravana do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, no passado dia 4 do corrente mês.

Os jovens, condenados a sete meses de prisão efectiva, exigiam na altura a saída do governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”.

O acórdão lido pela juíza de direito do tribunal, Ilídia Domingos, refere que os réus de 18 e 21 anos de idade são acusados de crime de perturbação ao funcionamento dos órgãos de soberania, por atentarem contra a segurança do Vice-presidente da República, aquando da sua estada em Malanje, por ocasião do dia da paz e reconciliação nacional.

De acordo com a juíza, os acusados agiram de forma livre, voluntária e consciente, mesmo sabendo que a conduta por eles adoptada era reprovável por lei.

Nesta senda, os réus terão de pagar solidariamente aos lesados a título de reparação de danos 350 mil kuanzas, 40 mil kuanzas de taxa de justiça e cinco mil kuanzas em emolumentos para os defensores oficiosos.

Não concordando com as acusações e sentença, o advogado de defesa, Osvaldo dos Santos, disse que vai interpor recurso junto do Tribunal Supremo.

A sessão prossegue nesta terça-feira, com a audição de outros quatro cidadãos implicados no caso.