Connect with us

Sociedade

Detidos funcionários acusados de roubar material eléctrico na barragem do Luachimo

Published

on

Foram detidos na última segunda-feira, no município do Contato, província da Lunda Norte, três cidadãos, por suposto envolvimento no roubo de cabos eléctricos no aproveitamento hidroelétrico do Luachimo.

Segundo o porta-voz do Serviço de Investigação Criminal (SIC), Graciano Lumbanhi, dois dos detidos são funcionários da empresa chinesa que presta serviços na barragem.

“O Serviço de Investigação Criminal, mediante o cumprimento do mandato de detenção aliado ao trabalho de inteligência criminal, deteve nos bairros Caxinde e Aeroporto no Município do Chitato, três cidadãos de 24, 37 e 39 anos de idades, dois dos quais funcionários da empresa CGGC que prestam serviços na barragem hidroelétrica do Luachimo, hora vandalizado”, assegurou.

Conforme noticiou o Correio da Kianda, na passada semana, e confirmado esta terça-feira pelo oficial do SIC, os crimes de furto e vandalização de material eléctrico ocorreram na madrugada do dia 11 do corrente mês, quando, “aproveitando-se da ausência de iluminação do espaço, introduziram-se no interior e realizaram cortes e a consequente subtração de 35 metros de cabos eléctrico”.

O referido cabo, recordou Graciano Lumbanhi, transportava corrente eléctrica do gerador alternativo para o sistema de iluminação das comportas da barragem que, entretanto se encontra na fase final da sua construção.

O porta voz assegurou, por outro lado, que os três indivíduos já estão a contas com a justiça.