Connect with us

Sociedade

Detidos directores da administração na Huíla por suspeita de crime de peculato

Published

on

Foram detidos dois altos funcionários na província da Huíla. Tratam-se do secretário-geral e o director do gabinete do administrador municipal, ambos suspeitos de terem cometido crimes de peculato, recebimento indevido de vantagens e tráfico de influência.

Segundo o Serviço de Investigação Criminal no município de Cacula os dois alto funcionários são ainda indiciados por acusações de abuso de poder e participação económica em negócio, segundo, refere em nota o SIC local.

Sublinha a nota, que a detenção ocorreu mediante um mandado emitido por um juiz, no âmbito de uma investigação em torno de um processo-crime, que apurou haver “fortes” indícios de envolvimento dos mesmos nos crimes em que vêm referenciados.

O director do gabinete do administrador, identificado por Rafael César Cambinda, foi detido terça-feira, por volta das 17 horas, ao passo que o secretário-geral, Carlos Miranda Tchivela, no dia seguinte, pelas 11 horas.

Aos dois detidos, lhes foi aplicada a medida de coação gravosa e a prisão preventiva, após serem presentes ao Ministério Público.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas