Connect with us

Eleições 2022

Detido delegado de lista do PRS por tentativa de roubo de viatura

Published

on

Um delegado de lista do PRS na província do Huambo foi detido quinta-feira pela Polícia Nacional (PN), por tentativa de roubo de uma viatura de marca Mitsubishi, modelo L200, pertencente à esta força política.

Ao confirmar o facto à imprensa, esta sexta-feira, o porta-voz da Delegação do Interior no Huambo, Martinho Kativa Satito, disse que o acusado foi detido, em flagrante delito, quando tentava consumar o crime.

O mesmo, segundo a fonte, é tido como o mentor da ideia do roubo da referida viatura, ao incitar os demais delegados que se encontravam na sede do PRS com objectivo de pressionar a direcção do partido a pagar os subsídios acordados para a fiscalização das mesas de assembleias de voto nas eleições gerais de 24 de Agosto.

Martinho Kavita Satito disse que outros três delegados de lista foram detidos por tentativa de vandalização da 1ª esquadra da Polícia Nacional, quando tentavam resgatar o colega.

Informou que os quatro delegados de lista do PRS foram encaminhados ao Tribunal provincial para julgamento sumário.

Contactado pela ANGOP, o secretário do PRS na província do Huambo, António Soliya Selende, confirmou a ocorrência, revelando que mais de 80 delegados compareceram na sede do partido para exigir o pagamento dos subsídios, tendo danificado portas, janelas e o tecto do edifício, por arremesso de pedras.

Disse ser pela primeira vez que o edifício do PRS no Huambo é vandalizado pelos delegados de lista, embora tenham reclamado, de forma regular, os seus subsídios desde o último dia 25.

Assegurou que o PRS já começou a pagar os subsídios aos delegados de lista, num valor de 15 mil Kwanzas cada, justificando que o atraso deveu-se a problemas de ordem técnica nas instituições bancárias.

O político denunciou a existência de cidadãos que mesmo não tendo sido delegados de lista têm tirado proveito da situação, revelando que o PRS no Huambo tem por pagar subsídios a mil 906 delegados, dos mais de dois mil inicialmente cadastrados.

Para a votação de 24 de Agosto último, a província do Huambo contou com mil e 15 assembleias e mil 983 mesas de voto,  que receberem 561.326 eleitores, contra os um milhão, 103 mil e 685 previstos.

O MPLA ganhou as eleições gerais de 24 de Agosto último, com 51,17 por cento, correspondente a três milhões 209 mil 429 votos, elegendo 124 deputados.

A UNITA conquistou 43,95 por cento, resultado de dois milhões 756 mil 786 votos e elegeu 90 deputados, seguida do PRS com 1,14% (71 mil 351 votos e dois assentos), a FNLA conquistou 1,06% (66 mil 337 votos) e elegeu dois deputados e PHA, com 1,02% (63 mil 749 votos e dois deputados).

A CASA-CE obteve 0,76% (47 mil 446 votos) e não conseguiu qualquer assento na Assembleia Nacional, à semelhança da APN, que teve 0,48% (30 mil 139 votos) e do P-NJANGO com 0,42% (26 mil 867 votos).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *