Connect with us

Desporto

Derrota na secretaria: 1° de Agosto responsabiliza gestor administrativo por decisão da FAF

Published

on

O clube desportivo 1° de Agosto suspendeu o gestor administrativo, a quem atribui a responsabilidade pela utilização indevida do atleta Bruno de Jesus.

De acordo com um comunicado do clube militar, o funcionário em causa tem a missão de organizar e garantir o controlo e permanente actualização da situação disciplinar de todos os jogadores da equipa principal.

“Na sequência das averiguações desenvolvidas, concluiu-se que o responsável por este lamentável erro foi o funcionário que exerce as funções de TEAM MANAGER (GESTOR ADMINISTRATIVO) da equipa principal de futebol, a quem cabe organizar e garantir o controlo e permanente actualização da situação disciplinar de todos os jogadores”, lê-se no ponto dois do documento a que o Correio da Kianda teve acesso.

O clube garante, na sequência, que o referido funcionário encontra-se suspenso das suas funções até à conclusão do inquérito disciplinar e definição da sanção a aplicar, tendo em devida consideração os relevantes serviços prestados ao clube ao longo dos anos de efectividade e sem prejuízo do rigor exigido pela gravidade da situação.

“A direcção do 1.° de Agosto, ciente do desagrado e preocupação da família agostina, atendendo ao efeito negativo para a imagem do nosso Glorioso clube e os prejuízos desportivos causados, assegura que serão tomadas as medidas cabíveis para acautelar e evitar que tais erros voltem a acontecer”, finaliza o documento publicado ontem, na página oficial do clube na rede social Facebook.

Lembrar que na semana finda o Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF) puniu o clube militar com derrota de 3 x 0 a favor do Petro de Luanda, sobre o jogo da primeira jornada do campeonato Nacional da primeira divisão, que terminou empatado a um golo. Neste jogo, o atleta foi utilizado de forma irregular, por não ter cumprido ainda o castigo de um jogo, na sequência dos escândalos que envia o Petro de Luanda, o 1° de Agosto, o Kabuscorp do Palanca e 1° de Maio.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Antonio Chaves

    27/11/2023 at 8:16 pm

    Sim, deve ser responsabilizado, deve ser ainda despromovido caso seja Militar no activo.

  2. Santos Cristóvão Bento

    28/11/2023 at 6:15 pm

    Foi um duro golpe nas hostes da nossa organização, como se já não bastasse os momentos difíceis que o clube vive. Concordo com a suspensão do responsável.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *