Connect with us

Politica

Deputados aprovam novos feriados nacionais

Published

on

A Assembleia Nacional (AN) aprovou nesta quinta-feira, na generalidade, a Proposta de Lei de Alteração à Lei dos Feriados Nacionais, Locais e Datas de Celebração Nacional, que prevê um novo regime de ponte ajustado ao actual contexto de desenvolvimento que o país vive.

O texto, de iniciativa do Executivo, foi aprovado com 116 votos a favor, 43 contra (UNITA) e 14 abstenções (CASA-CE, FNLA e PRS), durante a 10ª reunião plenária ordinária da AN, orientada pelo presidente deste órgão de soberania, Fernando da Piedade Dias dos Santos.

O documento visa alterar a Lei 10/11, de 16 de Fevereiro – diploma sobre Feriados Nacionais, Locais e Datas de Celebração Nacional, e congregar, numa única Lei, todas as demais Datas de Celebração Nacional, que se encontram em legislação distinta. 

Nesse quadro, ficam abrangidos o 15 de Janeiro (Dia do Antigo Combatente e Veterano da Pátria) e o 23 de Março (Dia da Batalha do Cuito Cuanavale), que poderão passar a ser considerados datas de celebração nacional.

O documento, apresentado pelo ministro da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, Jesus Maiato, segue agora para a discussão na especialidade.

Relativamente à ponte, o diploma do Executivo sugere um critério mais adequado, nos feriados que ocorrerem nas terças-feiras e quintas-feiras, dando lugar à suspensão da actividade laboral, na segunda-feira e sexta-feira, respectivamente.

Para essas situações particulares, a Proposta de Lei prevê que seja feita a devida compensação por acréscimo da jornada laboral na semana anterior.  

O ministro Jesus Maiato disse haver necessidade de se melhorar e ajustar o regime de ponte. Para o novo regime de ponte, todos os feriados que ocorrem na terça e a quinta-feira darão direito a ponte na segunda-feira e sexta-feira, sendo que esse regime de ponte será antecedido de uma compensação no aumento do período de trabalho.

Segundo o governante, pretende-se estabelecer um regime de ponte que vigora na maior parte dos países da região austral de África e no Brasil.

Ao longo do debate, a deputada Luísa Damião, do MPLA, valorizou a introdução do 15 de Janeiro (Dia do Antigo Combatente e Veterano da Pátria) e o 23 de Março (Dia da Batalha do Cuito Cuanavale) como datas de celebração nacional, pelo simbolismo e valor histórico que elas encerram.

Actualmente, são feriados nacionais o 1 de Janeiro (Ano Novo), 4 de Fevereiro (Dia do Início da Luta Armada e de Libertação Nacional), 13 de Fevereiro (Carnaval – feriado móvel), 4 de Abril (Dia da Paz e da Reconciliação Nacional), 30 de Março (sexta-feira Santa – feriado móvel), 1 de Maio (Dia Internacional do Trabalhador), 17 de Setembro (Dia do Herói Nacional), 2 de Novembro (Dia de Finados), 11 de Novembro (Dia da Independência Nacional) e 25 de Dezembro (Natal).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *