Connect with us

Desporto

Demarte Pena pondera abrir academias em Angola

Published

on

Está em Angola o campeão mundial de peso galo em Artes Marciais Mista, o lutador angolano Demarte Pena. 

O pugilista angolano de 33 anos de idade, que fez história no dia 17 de Fevereiro ao sagrar-se campeão mundial da 12ª edição do ARES Fighting Championship, cujo título foi disputado em Paris, França, está em Angola, país onde nasceu, com o objectivo de ajudar a crescer e promover a prática do desporto nacional, revelou, nesta quinta-feira, 17, o pugilista internacional angolano, residente em terras de Nelson Mandela.

Durante entrevista, questionado sobre os objectivos da sua vinda a Angola, Demarte disse que dentre outras questões, abrir academias no país e formar atletas de alta performance, constam da sua agenda neste seu regresso a Angola país, que de acordo com o também conhecido pelas artes marciais como o “O lobo” gostaria de um dia realizar um combate.

“Eu tenho muito conhecimento no desporto e o objectivo é realmente promover mais o desporto em Angola, abrir aqui umas academias para melhorar a qualidade dos desportos e qualidade dos lutadores, agora é tempo de dar mais ao nosso povo, e tentar criar melhores oportunidades do atletas aqui”, disse.

Desde a sua chegada, o pugilista internacional angolano já foi recebido pelo Primeiro Secretário Nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos, na última quarta-feira, 16, com quem, em audiência o Campeão de Artes Marciais Mistas, segundo apurou o Correio da Kianda, realçou algumas dificuldades que tem encontrado na aproximação com alguns Sectores da Administração Pública para efectivação de acções de carácter social, e apresentou ao líder da JMPLA, um conjunto de iniciativas, com destaque para a perspectiva de construção de uma Academia Desportiva, visando identificar e preparar novos talentos para os grandes desafios do universo desportivo.

Demarte Pena venceu no dia 17 de Fevereiro deste ano, por decisão unânime, o seu oponente argelino, Elias Boudegzadame, naquele que foi o combate mais aguardado daquela noite, em Dôme de Paris (França) naquela que foi  o  13° combate vencido pelo lutador angolano de artes mistas mais reconhecido internacionalmente, somando apenas uma derrota , em 14 combates disputados.