Connect with us

eleições

David Mendes e Dji Tafinha apontados como potenciais cabeça de lista da APN nas próximas eleições

Published

on

O Advogado e Deputado independente a Assembleia Nacional na bancada parlamentar da UNITA, David Mendes, e o músico Dji Tafinha, são apontados como prováveis substitutos de Quintino Moreira, à cabeça de lista do partido Aliança Patriótica Nacional, nas eleições de Agosto próximo.

A figura que deverá encabeçar a lista do partido fundado por Quintino Moreira, nas próximas eleições deverá sair da sociedade civil. Fonte do Correio da Kianda aponta nomes do deputado e advogado David Mendes e do músico e empresário Dji Carvalho Júnior “Dji Tafinha” como sendo os mais sonantes para substituir Quintino Moreira que, entretanto, deverá ser o segundo na lista pela APN.

Fonte bem posicionada junto da direcção partido Aliança Patriótica Nacional garantem ao Correio da Kianda o actual Presidente daquela formação política, Quintino Moreira, não será o cabeça de lista da APN para candidato a presidência da República.

A referida fonte aponta o estado de saúde do político como razão para se abdicar do poder e a 30 de Maio corrente serão apresentados os candidados a Presidente e Vice-Presidentes da República pela APN.




A Aliança Patriótica Nacional, nas eleições gerais que se avizinham deverá congregar um conjunto de Partidos políticos extintos, por força da Lei, comissões instaladoras chumbadas e personalidade pública para formar uma Frente de Amplo Movimento, para competição política.

Entre varias personalidade políticas e da sociedade civil que manifestaram interesse em liderar a APN nas eleições, o advogado e deputado à Assembleia Nacional David Mendes.

A seguir surge nome do cantor e empresário Dji Tafinha, que se mostrou também interessado em ser cabeça de lista e candidato a Presidente da República pela APN.

O nosso jornal sabe que a direcção da APN vai reunir na próxima quarta-feira, 18, para decidir quem deverá ser o cabeça-de-lista e posteriormente ser apresentado no proximo dia 30 de Maio.

Com esta indicação e busca na sociedade civil a APN pretende alcançar no máximo 16 deputados à Assembleia Nacional. De acordo com a nossa fonte, apesar de vir constar outros políticos e sociedade civil, a configuração da lista para o Parlamento deverá obedecer ao critério de respeitar a decisão privilegiada da direção do partido fundado por Quintino Moreira.