Connect with us

Sociedade

Curto-circuito apontado como causa de incêndio que vitimou família no Rangel

Published

on

Um curto-circuito eléctrico estaria na causa do incêndio que vitimou oito pessoas da família do engenheiro e militante do partido no poder, MPLA, António Venâncio, esta quarta-feira, 22, no Rangel.

Segundo comunicado do Hospital Américo BoaVida, ao qual o Correio da Kianda teve acesso, os seis membros da mesma família deram entrada naquela unidade de saúde, às 03h45 da madrugada do dia 22, “todos em estado de cadáver”.

O mesmo comunicado, assinado pelo director do hospital, Mário José da Cruz Fernandes, aponta que por não haver “evidência de lesões por queimaduras, presume-se que a causa da morte seja por intoxicação de Monóxido de Carbono”, produzido pela fumaça.

A tragédia foi dada a conhecer por Venâncio, na quinta-feira. Numa publicação na sua páginas nas redes sociais, informa que os mortos são “pais, filhos, meus sobrinhos e meus netos que acabam de falecer. Uma família inteira!”, lamenta.

António Venâncio perde oito familiares em incêndio no Rangel

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Colunistas