Connect with us

Politica

Cuba pretende apoiar Angola nas eleições autárquicas

Redação

Published

on

A intenção foi manifestada pela Embaixadora de Cuba acreditada em Angola, Esther Armenteros Cardenas, no final da audiência com a Presidente da 3ª Comissão de Trabalho Especializada da Assembleia Nacional, Deputada Josefina Pitra Diakité, justificando a ampla experiência que o seu país detém nesse ramo.

Pela primeira vez na Casa das Leis, a diplomata cubana explicou que a sua visita tem como objectivo “fortalecer, cada vez mais, o intercâmbio parlamentar entre os dois países e continuar a estreitar os laços de cooperação bilateral nos diversos sectores como a saúde e educação”.

Segundo a Embaixadora, o seu país tem um Parlamento muito representativo, onde 52 por cento dos seus membros são mulheres e aprovou, recentemente, “uma nova Constituição que contou com a participação de quase 90 por cento dos cidadãos. Uma importante mudança na estrutura do Governo”.

Visivelmente satisfeita com o encontro, a Presidente da 3ª Comissãode Relações Exteriores, Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas no Estrangeiro, Josefina Diakité, considerou Cuba um parceiro importante para Angola com experiência de viver e sobreviver em condições adversas em função do embargo a que foi submetido.

“Cuba tem a arte de conseguir fazer muito com poucas somas monetárias. É isso que nós pretendemos aprender e nada melhor do que termos um parceiro como Cuba”, defendeu a parlamentar que também ficou surpreendida com a percentagem de mulheres no Parlamento cubano.

“É o segundo Parlamento com mais mulheres no mundo. Podemos aprender com este país em que, na realidade, essas cifras se traduzem para o avançar da agenda do género”,salientou.

Os dois estados estabeleceram relações diplomáticas a 15 de Novembro de 1975, quatro dias depois da Independência de Angola, e um ano depois assinaram o Acordo Geral de Cooperação, que originou a Comissão Bilateral.

Cuba, cujos cidadãos verteram o seu sangue na conquista e preservação da independência de Angola, continua a formar quadros angolanos contribuindo para o preenchimento das lacunas existentes em termos de escassez de quadros.

Quem também esteve na Assembleia Nacional, nesta quinta-feira, foi o Encarregado de Negócios da Embaixada da República Popular da China em Angola, Li Bin, para preparar a visita a Angola do 1º Vice-presidente da Comissão Permanente da Assembleia Popular da China, Wang Chen, agendada para Junho do corrente ano.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania