Connect with us

eleições

Cuanza-Norte: UNITA desmente que seus militantes tenham ingressado ao MPLA

Published

on

O secretário provincial da UNITA na província do Cuanza-Norte, Francisco Fernandes Falua, desmente, ao Correio da Kianda, que militantes do seu partido tenham ingressado ao MPLA, conforme noticiaram os Órgãos de Comunicação social públicos no último fim de semana. O político aproveitou a entrevista para denunciar que o partido dos camaradas tem aliciado dirigentes do partido fundado por Jonas Savimbi, a ingressar às fileiras do MPLA, mediante altas somas monetárias.

O Secretário provincial dos maninhos começou por dizer que a situação social da província é “totalmente deplorável”.  Francisco Fernandes Falua sublinhou que pobreza extrema e fome são indicadores que deverão levar o MPLA a uma derrota jamais vista naquela província.

O político do Galo Negro, reagia a informação divulgada aos órgão de comunicação social públicos que dão conta de mais de 90 ex-militantes da UNITA terem ingressado ao MPLA no município de Ambaca, no Kwanza-Norte, no ultimo sábado.

O responsável dos “maninhos” no Cuanza Norte lançou um desafio aos dirigentes dos camaradas naquela província, para provarem com pelo menos 30 ex-militantes da UNITA que supostamente aderiram ao MPLA.

Francisco Falua revelou que durante os últimos três meses, os dirigentes do partido MPLA no Cuanza-Norte têm aliciado os seus militantes com promessas para corrompê-los e estes ingressarem para MPLA, com somas avultantes de dinheiro.

“nós sabemos que há quase quatro meses, houve coação de corrupção praticada pelo MPLA, aliando o ex-secretário da JURA e a ex-presidente da LIMA e outros militantes, mas sem sucesso”, disse acrescentando que “nós estamos a pedir pelo menos uma prova de trinta militantes no universo dos mais de 90 que supostamente aderiram ao MPLA”.

Já nas eleições que se avizinham o dirigente político da UNITA no Cuanza-Norte, mostra-se confiante de que o seu partido irá de vencer naquele ciclo eleitoral.

“A UNITA está melhor do que nunca, e a actual situação social em que a província está é deplorável e num total abandono”. Isto vai fazer com que a população em particular a juventude vote na UNITA.

Falua realça que a província do Cuanza-Norte está “totalmente remetida ao abandono e ao esquecimento”, relembrando que durante os cinco anos de govenação de João Lourenço, o Presidente da República fez várias inaugurações em diversas províncias, com destaque a província do Huambo com três centralidades inauguradas, mas no Cuanza-Norte nenhuma, lamentou.

Durante a entrevista o representante da UNITA, garantiu que seu partido não deverá consentir mais uma derrota de cinco a zero, a semelhança das eleições gerais passadas, pelo contrário, vai vencer.

Segundo ele, a mesma garantia vem também dos próprios militantes do MPLA, que sentem-se desiludidos com a falta de desenvolvimento da província.

“A UNITA vai ganhar as eleições no Kwanza-Norte”, enfatizou o político.

Colunistas