Connect with us

Sociedade

Cuanza Norte: restabelecida circulação na estrada que liga Luanda ao Dondo

Published

on

A circulação rodoviária na Estrada Nacional número 230-A, que liga Luanda ao Dondo, no Cuanza Norte, e o resto do país, foi restabelecida neste domingo, 09, depois das fortes chuvas que caíram na região.

O trânsito retomou depois da aplicação de latrites sobre os escombros da ponte que desabou na sexta-feira. Segundo o vice-governador para a Área Técnica e Infra-Estruturas, Mendonça Luís, trata-se de uma solução provisória que permite a passagem das viaturas que estavam impedidas de prosseguir a viagem.

O trânsito na via pode voltar a paralisar se o caudal do rio Capacala aumentar e, em consequência, arrastar o entulho. O melhoramento da travessia reabre, também, o tráfego no troço mais curto que liga Luanda ao Centro e Sul do país.

Até ontem, contabilizavam-se duas mortes e o número de famílias afectadas subiu de 650 para 700 (cerca de quatro mil pessoas). A maioria é do bairro Cassesse, habitado por cerca de 12 mil pessoas.

Entre as 22 e 23 horas de sexta-feira chovia intensamente no Dondo e, de repente, os moradores viram as residências inundadas. Em pouco tempo as águas atingiram uma altura de três metros. A maioria dos habitantes teve que fugir para locais mais seguros.

O bairro Cassesse e a zona ribeirinha ao Caminho de Ferro de Luanda foram as áreas mais atingidas. Além da ponte na Estrada Nacional 230-A, a chuva destruiu, parcialmente, a travessia sobre o rio Cahinze, 300 metros a leste do bairro Cassua-1, ao Alto Fina, nos 74 quilómetros de acesso a Ndalatando.

Até sábado, passavam carros ligeiros, mas camiões viam-se impedidos de circular e efectivos do Comando de Bombeiros trabalhavam no local para amenizar a situação.
A chuva arrastou alimentos, roupas, animais domésticos e bens diversos, por isso, a fome é hoje a dura realidade em Cassesse.