Connect with us

Sociedade

Cuanza Norte: mau estado das vias deixa N’dalatando sem gás de cozinha

Published

on

Desde o final do mês de Fevereiro que a cidade de N’Dalatando, capital do Cuanza Norte, regista escassez de gás de cozinha, devido ao número reduzido de agentes revendedores e do mau estado das vias.

De acordo com a denúncia dos moradores, as quatros agências de revenda de gás que existem em N’Dalatando têm sido insuficientes para o abastecimento da circunscrição, que conta com uma população estimada em mais de 500 mil habitantes.

Segundo alguns munícipes ouvidos pela agência de notícias angolana, alguns cidadãos são obrigados a pernoitar as portas dos postos de venda para aquisição do produto.

Uma outra cidadã disse que acorreu ao posto de venda de gás, às 6 horas da manhã, e viu-se forçada a faltar ao serviço, por que até às 8 horas, período de início da actividade laboral, ainda não tinha conseguido o produto, e defende o aumento de postos de revenda.

O mau estado das vias de acesso é apontado pelos comerciantes, como estando na base da escassez do produto, sendo que em cada carregamento, “os proprietários são obrigados a submeter as viaturas à manutenção com custos avultados”, disseram.