Connect with us

Sociedade

Cuanza Norte: Golungo Alto ganha subestação eléctrica

Published

on

O município do Gulungo Alto, na província do Cuanza Norte, ganhou ontem uma substação eléctrica, inaugurada pelo ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, para beneficiar a população daquela região do país.

A inauguração ocorreu a margem da visita que João Baptista Borges efectuou às várias infraestruturas do sector, acompanhado do Governador da Província, Pedro Maquita Júlia e que estão enquadradas no âmbito dos esforços do Executivo angolano para distribuir mais água e energia às populações.

Nestes termos, a comitiva liderada por João Baptista Borges começou a sua jornada de trabalho em Ndalatando, onde radiografou as obras de construção da Estação compacta de Tratamento de Água (ETA), para o reforço do sistema de abastecimento de água à cidade de Ndalatando, capital da província. Esta infraestrutura, de acordo com o ministério, vai beneficiar cerca de 28 mil famílias, tendo a sua captação no rio Lussue.

Uma outra obra que recebeu visita de constatação, foi o projecto de reforço de abastecimento de água de Ndalatando e Lucala, que a partir do rio Lucala, irá beneficiar cerca de 166 mil habitantes. A conclusão dos trabalhos está prevista para o ano de 2024.

Na visita, o ministro João Baptista Borges orientou os responsáveis a acelerar os trabalhos no sentido de ser entregue à população, o mais rápido possível.

No município do Golungo Alto, procedeu-se à inauguração da Subestação Eléctrica desta localidade, que é alimentada por uma linha de transmissão em 60 Kv, tendo uma potência instalada de 40 MVA e uma potência disponível de 32 MW, que irá alimentar, para além do município do Golungo Alto, o Ngonguembo e a comuna da Canhoca. Esta infraestrutura pretende abastecer mais de 3 mil famílias.

A comitiva governamental visitou ainda a obra da estação de tratamento de água a partir do rio Zenza, igualmente no Golungo Alto, que se encontra inoperante, e o ministro deixou garantias de que já existe uma solução definitiva para o seu retorno.

A jornada de trabalhos do ministro da Energia e Águas estendeu-se até ao período noturno, quando conviveu com os moradores do bairro da Cacanga, procedendo antes, à ligação do disjuntor que permitindo desta forma, pela primeira vez, a população do bairro a ter energia eléctrica da rede pública.

Colunistas