Connect with us

Sociedade

Covid-19: sindicato apela aos jornalistas a não aceitarem ser submetidos a riscos

António Sacuvaia

Published

on

O secretário nacional do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, mostrou-se preocupado com a falta de condições de trabalho, a que os profissionais de comunicação têm sido submetidos, sobretudo nesta fase de pandemia.

Reagindo a informação sobre uma possível contaminação de oitos jornalistas, que durante a campanha de testagem massiva aos funcionários dos órgãos de comunicação social foram considerados como suspeitos, Teixeira Cândido pediu aos profissionais que não aceitem ser submetidos a riscos de contaminação à Covid-19, apelando as empresas de comunicação,  que criem condições de biossegurança, sempre que um jornalista for escalado para um trabalho de reportagem.

“Nós somos uma das classes mais expostas e acredito que depois dos médicos e a par dos agentes da ordem pública, os jornalistas são aqueles que mais expostos estão. É natural que, havendo casos positivos entre funcionários da comunicação social, deixa preocupado a todos”, disse.

O sindicalista considera que dada a natureza que obriga o contacto directo dos jornalistas com várias pessoas, é necessário que as empresas criem melhores condições para se evitar o risco iminente de contaminação.

“Exercer a actividade de jornalismo e depois frequentar ambientes em que temos de interagir com outras pessoas, das mais variadas proveniências e das mais variadas profissões, entendo que tenhamos que estar protegidos para que possamos exercer a actividade com segurança”, disse, Teixeira Cândido, mostrando-se preocupado.

Cerca de 39 casos suspeitos de Covid-19 foram registados nesta segunda-feira, 13, pelas autoridades sanitárias do país, durante a campanha de testagem massiva aos funcionários dos órgãos de comunicação social, que teve lugar nas imediações da Rádio Nacional de Angola.

Dos jornalistas suspeitos, que reagiram positivo durante os testes rápidos efectuados no campo Manuel Berenguel da RNA, o Correio da Kianda sabe que oito destes já se encontram em Calumbo, onde foram encaminhados pelas autoridades para cumprirem a quarentena institucional.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania