Connect with us

Mundo

Covid-19 provocou mais de 2,45 milhões de mortos no mundo

Redação

Published

on

A pandemia da covid-19 fez mais de 2,45 milhões de mortos no mundo desde o primeiro caso notificado na China, segundo o balanço da agência France-Press, que revela um aumento de quase 11 mil óbitos nas últimas 24 horas.

O levantamento realizado às 11:00 de hoje pela agência de notícias revela que morreram, pelo menos, 2.453.070 pessoas vítimas da pandemia provocada pelo novo coronavírus.

Os números mostram também que já houve mais de 110.700.000 casos de infecção oficialmente diagnosticados, dos quais 67.895.900 foram considerados curados.

AFP sublinha que os números que divulga são baseados nos relatórios diários disponibilizados pelas autoridades de saúde de cada país e excluem, por isso, revisões feitas à posteriori, como acontece na Rússia, Espanha e Reino Unido.

Por isso, devido a correcções feitas pelas autoridades e notificações tardias, o aumento dos números diários poderá não corresponder exactamente à diferença em relação aos dados avançados na véspera.

No entanto, comparado com os dados divulgados na sexta-feira, registou-se um aumento de quase 11 mil mortes e mais de 413 mil novos casos em todo o mundo.

Os países que registam maior número de novos mortos são os Estados Unidos (mais 2.471 óbitos), o Brasil (1.308) e o México (857).

Os Estados Unidos são o país mais afectado no que toca a mortes, mas também casos de infecção: Até ao momento já morreram 495.804 pessoas mortes e 28.006.095 ficaram infectados, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, na lista dos países mais atingidos pela covid-19 surge o Brasil com 244.765 mortes e 10.081.676 infectados, o México (178.965 mortes e 2.030.491 casos), a Índia (156.212 mortes e 10.977.387 casos), e o Reino Unido (com 119.920 mortes e 4.095.269 mortes).

A Bélgica é neste momento o país que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 189 mortes por 100.000 habitantes, seguida pela Eslovénia (181), República Checa (178), Reino Unido (177) e Itália (158).

No que toca a regiões, a Europa totalizou 825.560 mortes para 36.320.809 casos de infecção, segundo o levantamento feito às 11:00 de hoje.

A América Latina e Caribe registaram 655.235 mortes (20.592.107 casos), Estados Unidos e Canadá contam já com 517.364 mortes (28.845.704 casos), e a Ásia tem 251.204 mortes (15.853.436 casos).

No Médio Oriente as autoridades registaram 102.042 mortes (5.234.958 casos), enquanto na África os óbitos situam-se nos 100.718 (num universo de 3.821.029 casos de infecção) e a Oceania tem 947 mortes (31.965 casos).

O número de casos diagnosticados, no entanto, reflecte apenas uma fracção do total real de contaminações, uma grande proporção dos casos menos graves ou assintomáticos ainda não detectados.

Esta avaliação foi realizada com base em dados recolhidos pelos escritórios da AFP junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Com Lusa/AFP

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (83)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD