Connect with us

Mundo

Covid-19: mutação do vírus é mais rápida do que actualização das vacinas

Published

on

A Agência Europeia de Medicamentos alerta que a pandemia da Covid-19 ainda não terminou e adverte que a mutação do vírus é mais rápida do que a actualização das vacinas.

O director de estratégias para as vacinas da EMA, Marco Cavaleri, afirma que os dados recolhidos pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças indicam que a Europa será atingida, nas próximas semanas, por uma “nova vaga”, de casos com as novas sub-variantes da Ómicron.

“Na semana passada, uma destas novas variantes Ómicron, denominada BQ.1, foi identificada em pelo menos cinco países da União Europeia e do Espaço Económico Europeu. De acordo com o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças a BQ.1 e cada sub-variante, que se chama BQ.1.1, tornar-se-á a linhagem dominante em meados de novembro, até ao início de dezembro”, diz Cavaleri.

A Agência Europeia de Medicamentos recorda que no outono e no inverno o SARS-CoV-2 e o vírus da gripe circulam em simultâneo, recomendando aos cidadãos que sejam inoculados com as duas vacinas, especialmente se pertenceram aos grupos de risco.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a Europa registou um 1,4 milhões de infeções e 3250 mortes, por covid-19, na última semana, recomendando, por isso, a continuação dos programas de vacinação.