Connect with us

Politica

Covid-19: Lindo Tito defende “multa pesada” aos partidos que violaram regras de prevenção

Published

on

O jurista e deputado Lindo Bernardo Tito defendeu, nesta terça-feira, 29, numa estação radiofónica, em Luanda, que as autoridades públicas devem imediatamente multar todos os partidos políticos que realizaram actos políticos de massas sem respeitar as regras de prevenção da covid-19.

Lindo Tito realçou que tal actitude não deve ser permitidas e nem perdoada: “as autoridades públicas devem imediatamente multar todos os partidos políticos que realizaram as actividades na dimensão que realizaram e no tempo em que foram feitas”. Na opinião do académico, “só assim, que se deve educar a sociedade, quando se pune aqueles que tem responsabilidade e o dever de respeitar a lei”, disse.

O parlamentar frisou também que se isso não acontecer, “os cidadãos não conseguirão seguir exemplo daqueles que devem cumprir a lei, e eles devem submeter-se a lei”.

“O também docente universitário apelou as formações políticas a consciência, não só politica, mas também a consciência pela lei e o respeito pela lei”, disse e acrescenta que “a nossa mudança para um verdadeiro estado de direito e democrático reside em todos os políticos, por entender que os políticos não devem continuar a ser a lei, mas sim, nós devemos continuar a ser servidor e respeitador da lei”.

Conforme havíamos noticiado ontem, a Comissão Interministerial de Combate à Covid-19, convocou para uma reunião de trabalhos, a ter lugar hoje, em Luanda, os partidos políticos com assento parlamentar, MPLA, UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA. Em causa estão as actividades de massa que essas forças políticas têm estado a realizar um pouco pelo país, em desobediência às regras impostas através do Decreto Presidencial que proíbe os ajuntamentos e orienta o cumprimento das medidas de biossegurança contra a pandemia da covid-19.

Covid-19: realização de actos de massa leva Comissão Multissectorial a convocar partidos políticos