Connect with us

Politica

Corredor do Lobito faz nascer Agência de Transporte, Trânsito e Facilitação para países encravados

Published

on

Trata-se do Acordo Tripartido da Agência de Transporte, Trânsito e Facilitação do Corredor do Lobito, a ser assinado na sexta-feira, 27, por três países para aproveitamento da via para a movimentação de pessoas e bens.

A ser assinado no Salão Nobre da Administração Municipal do Lobito, província de Benguela, o acordo é baseado nas relações de cooperação entre as Repúblicas de Angola, Democrática do Congo e Zâmbia, que entretanto, manifestam, de acordo com o Comunicado de Imprensa enviado ao Correio da Kianda, o desejo de estabelecer e consolidar as relações de cooperação no domínio da circulação de pessoas e bens ao longo do Corredor do Lobito.

Delegações dos três Estados deslocam-se esta quinta-feira ao Lobito, para na sexta-feira serem rubricados os documentos do acordo. Da parte de Angola, a delegação governamental que sai de Luanda é chegiada pelo ministro dos Transportes, Ricardo Viegas d’Abreu.

A materialização do desejo passa pela assinatura do Acordo que cria a Agência para Facilitação do Transporte de Trânsito no Corredor do Lobito.

Entre as vantagens, espelha ainda o documento, o acordo fará com que países sem acesso ao oceano possam fazer circular as suas mercadorias ao longo do Corredor do Lobito, utilizando as infra-estruturas portuárias e ferroviárias existentes, sem que haja constrangimentos ao nível da circulação.

Para Angola, a decisão vai abranger ganhos como aumento das receitas aduaneiras e as inerentes as tarifas portuárias.

Colunistas