Connect with us

Economia

Consultora prevê desvalorização do kwanza até final de 2021

Published

on

A consultora NKC African Economics prevê que a moeda nacional de Angola se vá desvalorizar até final do ano para 666 kwanzas por dólar, pressionando as despesas das famílias com produtos importados, nomeadamente os alimentares.

“Antevemos que a taxa de câmbio do kwanza face ao dólar se vá depreciar até final do ano, com a recuperação dos preços do petróleo, atingindo os 666 kwanzas por dólar”, lê-se num comentário desta filial africana da britânica Oxford Economics aos últimos números da evolução dos preços em Angola.

A inflação em Agosto em Angola subiu para 26,1% em Agosto face ao mesmo mês do ano anterior, aumentando também face aos 25,7% registados em Julho, e registou a taxa mais elevada desde Outubro de 2017.

“A seca severa no Sul de Angola, a pior em quatro décadas, e a fraca época de pescas na costa angolana exacerbaram o aumento da inflação nos preços dos alimentos”, escreve-se na nota enviada aos clientes e a que a Lusa teve acesso.

O preço do petróleo deverá atingir o pico do ano no terceiro trimestre e a taxa de inflação deverá subir para 23,7%, acima dos 22,2% registados no ano passado.

No entanto, concluem os analistas, “os dados mais elevados que o previsto deverão motivar um aumento da projecção de inflação na próxima ronda de previsões”.

A inflação em Angola manteve-se praticamente inalterada, subindo ligeiramente 0,03% em Agosto face a Julho, enquanto que os preços aumentaram 2,68% face a Agosto do ano passado, para 26,09%.

Por Pedro Kididi 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Advertisement

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD