Connect with us

Politica

Conselho de Defesa Nacional reúne com olhos postos na Polícia

Published

on

Sendo um órgão de consulta do Presidente da República, o Conselho de Segurança Nacional tem, para esta reunião, um conjunto de “dossier” essencialmente ligado a Polícia Nacional, apurou o Correio da Kianda de fonte próxima.

O Conselho de Segurança Nacional que reúne pela segunda vez em menos de seis meses, após o encontro de 04 de Outubro de 2018 e que analisou questões da política nacional, no sector de defesa e segurança, vai abordar dentre outros assuntos alterações de vagas orgânicas no seio da Polícia Nacional.

Como noticiou o Correio da Kianda, na sua edição de 22 de Janeiro de 2019, o cargo de Segundo Comandante-Geral da Polícia Nacional é um dos que vão dominar as discussões dos membros e convidados.

Refira-se que o Conselho de Segurança Nacional é um órgão de consulta do Presidente da República para os assuntos relativos à condução da política e estratégia de Segurança Nacional.

São membros deste órgão o vice-presidente da República, os presidentes  da Assembleia Nacional, dos Tribunais Constitucional e Supremo e o Procurador-Geral da República.

Fazem igualmente parte os ministros de Estado e ministros indicados pelo Presidente da República, além de outras entidades que o Titular do Poder Executivo determinar.

No encontro desta terça-feira o elenco de João Lourenço vai formalizar a notícia relativa ao Comandante Provincial de Luanda, cargo que fica vago com a movimentação do actual comandante que ocupa o cargo há mais de 6 anos e que  substitui o Comissário-Chefe Salvador José Rodrigues, do cargo de segundo Comandante-geral da Polícia Nacional (PN). Este último, exonerado do cargo, em dezembro do ano passado, para substituir Hermenegildo José Félix, do cargo de secretário de Estado para o Asseguramento Técnico do Ministério do Interior.

Outro nome apontado em meios policiais e que poderá ser confirmado nesta reunião é o da antiga administradora adjunta de Viana para área política social e das comunidades e secretária do vice-presidente da República, Bornito de Sousa, Superintendente Helena de Sousa Vaz de Almeida,  que segundo a nossa fonte, irá ocupar o cargo de comandante da Unidade de Protecção de Individualidades Protocolares.