Connect with us

Politica

Conflitos na RDC e Moçambique levam SADC a agendar reunião extraordinária em Lusaka

Published

on

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, participa na capital zambiana, Lusaka, numa cimeira extraordinária da SADC sobre a situação na República Democrática do Congo (RDC) e em Moçambique.

Segundo a Secretaria de Imprensa da Presidência da República, João Lourenço participa no encontro, a realizar-se este sábado, 23, na qualidade de presidente em exercício da SADC.

A cimeira extraordinária de Lusaka foi convocada para abordar a situação de segurança na região da África Austral, com destaque para os últimos desenvolvimentos no leste da RDC e no norte de Moçambique.

Reforço do turismo 

De recordar, que amanhã assinala-se o Dia da Liberdade da África Austral. A aposta na construção de infra-estruturas para dinamização do turismo na região austral do continente africano, foi defendida hoje pelos participantes do programa Capital Central.

Durante a abordagem sobre os desafios económicos da região, o especialista em relações internacionais Isaac Canjengo, destacou o empenho dos heróis da batalha do Cuito Cuanavale e advogou maior valorização dos mesmos.

Por sua vez, o politólogo Luís Paulo Ndala afirma que na conquista da estabilidade na região, o grande desafio deve ser a aposta na criação de mecanismos para garantir uma vida melhor aos cidadãos.

Para o especialista em gestão e administração pública, Denílson Duro, é urgente a criação de um sistema para promoção do turismo na região e consequentemente dinamizar a economia.

E um colóquio sobre a batalha do Cuito Cuanavale marcou as comemorações do Dia da Liberdade da África Austral. O general na reforma Higino Carneiro foi um dos prelectores do evento, que decorreu no Cuando Cubango, em que participaram cento e oitenta jovens das 18 províncias do país.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Moçambique: EUA preveem disponibilizar mais de USD 20 milhões de apoio a Cabo Delgado - Correio da Kianda - Notícias de Angola

  2. Tomatala

    03/04/2024 at 8:26 am

    Angola, Zambia, Moçambique, Congo Brazzaville, RCA, estão a constituir-se em Bufos a mando dos EUA, da Nato, da UE(do Cabo lgbtq Macron) e dos G7, do Imperio HimaTutsi de Kagame, Museveni, Ruto, em gestacao e expansão, para destabilizar a SADC e os BRICS com toda a Região do Golfo da Guiné . Isto tudo para atrapalhar o Posicionamento da China e Rússia na Região que está cansada da Neocolonizacao Imperialista occidental. Todas as desgraças que a África e Angola vive têm m um dedo USA e Francês. E no mundo inteiro. Não vêm nos dizer a imagem de Niusi e Paulo Lombriga Kagame quea Angola também vai abandonar a Lusofonia para se engraxar aos Commonwealth e a Francophonie?!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *