Connect with us

Economia

Concessionária terá direito de exploração do novo aeroporto por 25 anos

Published

on

O prazo da concessão dos direitos de exploração, gestão e manutenção do Aeroporto Internacional António Agostinho Neto é de 25 anos, a contar da data de início da concessão, podendo ser prorrogado por mais 15 anos.

O manifesto vem expresso no Decreto Presidencial nº222/23 de 13 de Novembro, publicado em Diário da República na mesma data, em que expressa autorização da abertura de procedimentos do concurso público para a adjudicação do Contrato de Concessão dos Direitos de Exploração, Gestão e Manutenção do Aeroporto Internacional Dr. António Agostinho Neto.

Assim, o âmbito da concessão compreende obrigatoriamente um conjunto de actividades e serviços prestados pela concessionária que serão detalhados no caderno de Encargos e Contrato de Concessão, que inclui manutenção do terminal aeroportuário, das pistas de voo, ampliação do terminal de passageiros, dos edifícios e instalações de suporte.

Prevê ainda a manutenção das vias de circulação internas, estacionamentos e outras áreas concessionadas, manutenção dos equipamentos e serviços de regaste e combate a incêndios, operação do Terminal de Combustíveis, transporte e abastecimento de combustível ao avião.

Colunistas