Connect with us

Lifestyle

Concerto “Tramas sonoras” junta trio de artistas brasileiros em Luanda

Published

on

O Instituto Guimarães Rosa, em Luanda, acolhe nesta sexta-feira, 12, e sábado, 13, um concerto denominado “Tramas Sonoras”, que vai juntar o trio brasileiro Maria Clara Valle, Diego Zangado e Luísa Lacerda, para um espetáculo com musical com ritmo, batuques e cadência na música brasileira.

O espectáculo do trio propõe ao público luandense uma intensa aventura sonora de recriação e ousadia.

A começar o ano, a Kacimbo – Promoção Cultural traz ao público de Luanda a enorme diversidade da música popular brasileira, com ritmos, batuques e cadências em diálogo no espectáculo “Tramas Sonoras”.

Os shows do trio brasileiro composto por Maria Clara Valle (violoncelo), Diego Zangado (bateria e percussão) e Luísa Lacerda (voz e violão) animarão o Instituto Guimarães Rosa esta sexta-feira, 12 de Janeiro (19 horas) e no sábado, 13 de Janeiro, às 17h30.

“Tramas Sonoras” mistura o popular e o erudito, a música cantada e instrumental.

O espectáculo, anuncia o trio, é uma verdadeira “aventura de recriação e ousadia”, para o qual o público luandense está convidado.

Os músicos que dão corpo a esta viagem musical pelo Brasil têm uma trajectória sólida na exploração dos ritmos e sonoridades do país irmão.

Maria Clara Valle, violoncelista do trio, integrou a Itiberê Orquestra Família, do conjunto Pedra Lispe, e colaborou com músicos como Hermeto Pascoal. No mundo do teatro, conta com diversas participações como violoncelista e compositora de bandas sonoras.

O seu trabalho de improvisação e de criação de uma linguagem própria nos instrumentos de corda faz de Maria Clara Valle uma referência na música brasileira.

Diego Zangado, o baterista e percussionista do espectáculo “Tramas Sonoras”, tem igualmente uma carreira impressionante. O músico gravou e apresentou-se por todo o mundo com artistas como Francis Hime, Lenine, Chico Buarque, Grupo Casuarina, João Cavalcanti, Yamandu Costa, Monarco, Wilson Moreira, Nei Lopes, entre muitos outros, e faz parte do importante grupo de choro Galo Preto. Lançou vários discos em colaboração com outros artistas e, como educador musical, ministrou os workshops “Samba de bateria”, “As raízes dos ritmos brasileiros” e outros cursos em países como Angola, Alemanha, Argentina, Japão e Taiwan.

Carioca de nascimento, a cantora e violonista Luísa Lacerda tem uma intensa produção discográfica na qual não só demonstra o seu talento, como dá voz a jovens compositores e instrumentistas. Filha do poeta e músico André Lacerda, a artista já dividiu o palco com importantes nomes da MPB, entre os quais Guinga, Cristóvão Bastos, Cláudio Nucci, Renato Braz e Áurea Martins.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *